Publicidade

Estado de Minas EM PLENA PANDEMIA

Passageiros denunciam superlotação em linha de ônibus metropolitano; veja vídeo

Vídeo que circula nas redes sociais mostra passageiros aglomerados em coletivo da linha 505H


17/08/2020 12:53 - atualizado 17/08/2020 17:51

Imagens do ônibus 505H lotado(foto: Reprodução/Redes Sociais)
Imagens do ônibus 505H lotado (foto: Reprodução/Redes Sociais)
Mesmo passados cinco meses desde o início da pandemia, o impasse envolvendo a superlotação dos ônibus da capital está longe de ser resolvido. Um vídeo que circula nas redes sociais denuncia grande aglomeração no coletivo do MOVE Metropolitano, da linha 505H (Morro Alto/Hospitais).

O vídeo mostra uma situação que vai completamente na contramão das recomendações sanitárias: muitos passageiros em pé, sem nenhum distanciamento entre eles. A maioria, pelo menos, está usando máscara. Veja a gravação:
 
 

Vale lembrar que o decreto municipal 17.362, de 22 de maio, permite a circulação de ônibus com passageiros em pé na capital, mas com limitações. No caso do MOVE Articulado, a limitação é de 20 pessoas em pé; já nos ônibus ou no MOVE Convencional, essa restrição cai para 10. 
 
Os passageiros que flagrarem ônibus metropolitanos em condições irregulares de circulação podem fazer a denúncia por meio do telefone 155 - opção 6 ou pelo site do DER/MG
 
Em nota, o Sintram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de BH) informou que vem seguindo as medidas para evitar a disseminação do coronavírus, como distribuição de máscaras e de álcool em gel. Completa que também realizou campanhas educativas pedindo a colaboração para que os usuários mantenham o distanciamento e que evitem entrar em ônibus cheios. Alegou que as empresas consorciadas já "acumulam prejuízo de mais de R$ 90 milhões" e que operam no limite.

Com relação à linha 505H, afirmou que as viagens ocorrem em um intervalo de cinco minutos no horário de pico e que diariamente são 103 viagens só dessa linha.

Já o DER/MG (Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais), órgão da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade) responsável pelo MOVE Metropolitano, informou que vem realizando a fiscalização das linhas metropolitanas e que, desde o início da pandemia, já foram 603 operações, com 20.957 veículos monitorados e 6.183 autos de infrações aplicados por descumprimento de horários e excesso de passageiros nos veículos.

A Seinfra, por sua vez, informa que monita diariamente a operação do Sistema de Transporte Metropolitano e que estuda uma possível readequação do sistema. Por fim, ressalta que a colaboração e a educação do usuário é fundamental, no sentido de manter o distanciamento e não entrar ou forçar a entrada em veículos que já estejam com a lotação máxima.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade