Publicidade

Estado de Minas SUSTO

Câmara de Confins volta aos trabalhos após suspeita de COVID-19

Vereadora com suspeita da doença apresentou nesta quinta teste negativo. Atividades foram suspensas na terça e prédio vai passar por desinfecção para retorno do Legislativo


13/08/2020 18:37 - atualizado 13/08/2020 19:40

Confins ainda não registrou nenhum óbito por conta da COVID-19(foto: Renan Damasceno/EM/D.A Press)
Confins ainda não registrou nenhum óbito por conta da COVID-19 (foto: Renan Damasceno/EM/D.A Press)
 
Na última terça-feira (11) os vereadores de Confins, cidade localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, resolveram paralisar as atividades legislativas após o anúncio da vereadora Flávia Delair (PSDB), de que poderia estar com coronavírus. A notícia pegou os parlamentares de surpresa e o presidente da Câmara, Antônio Francisco Rodrigues, o Casão (PSD), resolveu suspender a sessão ordinária que aconteceria no fim daquele dia e mandou todos para casa. 

“Todos ficaram com receio. Eu sou do grupo de risco. Na sexta-feira, teve uma reunião da qual a vereadora participou e, quando ela comunicou que estava em isolamento, com suspeita da doença, resolvi tirar todo mundo da Câmara até que saísse o resultado do exame dela”, explicou o presidente do Legislativo.

Além dos nove vereadores, a Câmara possui cerca de 17 funcionários. Casão informou que, nesta sexta-feira, todos os ambientes passarão por um processo de desinfecção para que as atividades sejam retomadas na próxima segunda. Mesmo assim, ele ressalta que pelo menos três funcionários, que estão em grupos de risco, serão mantidos em casa nas próximas duas semanas.

Essa não é a primeira vez que o Legislativo resolveu parar na cidade. Em 20 de março, no início da pandemia, os vereadores optaram pelo isolamento social e assim permaneceram até julho. 

Fora do Minas Consciente

Confins resolveu não aderir ao plano estadual Minas Consciente, que determina o gradual retorno das atividades comerciais nas cidades, até hoje não registrou uma morte sequer e, de acordo com o boletim epidemiológico municipal divulgado nesta quinta-feira (13), possui 32 casos confirmados da COVID-19, dos quais 27 já se encontram recuperados e 5 estão em isolamento.

Há também 63 casos notificados que não resultaram testados, sendo que 11 ainda permanecem em isolamento domiciliar.

Em virtude do lento aumento de casos, a prefeitura resolveu manter o comércio em pleno funcionamento, deixando a restrição apenas a bares e restaurantes, que trabalham apenas com sistema de delivery.

O município abriga o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, que retomou os voos para Portugal no último dia 3 e estima um fluxo de 240 mil passageiros somente neste mês, um aumento de 70% em relação ao mês anterior. Além disso, tem operado voos domésticos para 20 destinos: Curitiba (PR), Governador Valadares (MG), Goiânia (GO), Ilhéus (BA), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Montes Claros (MG), Santos Dumont (RJ), São Luiz (MA), Uberlândia (MG), Campinas (SP), Vitoria (VIX), Belém (PA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Salvador (BA) e Galeão (RJ).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade