Publicidade

Estado de Minas LINHA DE FRENTE

Em uma semana, número de profissionais de saúde de BH com COVID-19 sobe quase 50%

Uma média de quase 27 trabalhadores da área foram diagnosticados com a doença a cada 24 horas nos últimos sete dias


postado em 10/07/2020 18:14 / atualizado em 10/07/2020 18:24

BH registrou crescimento de 47% nos diagnósticos de profissionais de saúde em uma semana(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
BH registrou crescimento de 47% nos diagnósticos de profissionais de saúde em uma semana (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

 

Um salto de 47,4% em apenas uma semana: essa é a situação de Belo Horizonte quanto ao número de profissionais de saúde infectados pelo novo coronavírus nos últimos sete dias, entre esta sexta-feira (10) e a da semana passada (3).

 

Enquanto no último dia útil da semana anterior a cidade computava 394 trabalhadores do setor infectados vírus, nesta sexta-feira o número subiu para 581: diferença de 187.

 

Com isso, é possível calcular que a prefeitura registrou, em média, 26,7 profissionais de saúde com COVID-19 por dia no período analisado.

 

boletim epidemiológico mais atualizado informa que BH realizou 4.347 testes com profissionais de saúde desde o início da pandemia: 581 positivos (13,3% dos exames), 479 em investigação (11%) e 3.287 negativos (75,6%).

 

O Executivo municipal também informa o local de trabalho e cargo de 206 profissionais de saúde infectados, o equivale a 35,4% do total de 581. Entre esses, 95 são técnicos de enfermagem, 28 enfermeiros, 26 médicos e 20 agentes comunitários de saúde.

 

São 19 categorias profissionais diferentes entre os diagnosticados.

 

Esses dados, segundo a prefeitura, se referem apenas aos servidores que atuam na rede SUS-BH e que coletaram exames nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Belo Horizonte. São dois Cerest's na cidade: um no Barreiro e outro no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul.

 

A prefeitura também disponibiliza um gráfico com a data de ocorrência desses diagnósticos. A arte mostra que a positividade dos exames cresceu sobretudo no mês de junho, com um pico por volta do dia 16, quando a proporção de resultados positivos por exames realizados ultrapassou a marca dos 40%.

 

Houve outro pico na virada de junho para julho: positividade além dos 35%.

 

No quadro geral, Belo Horizonte computa 10.618 casos confirmados de COVID-19: 248 mortes, 2.848 em acompanhamento e 7.522 pacientes recuperados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade