Publicidade

Estado de Minas

Com filas e limitação de clientes, shopping popular reabre em BH

Logo na entrada do Shopping Oi, consumidores estão recebendo álcool-gel e também terão a temperatura aferida


postado em 25/05/2020 11:22 / atualizado em 25/05/2020 12:16

Na foto clientes aguardam, em fila, para fazerem compras no Shopping Oiapoque. Nesta segunda-feira só funcionam lojas pares(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Na foto clientes aguardam, em fila, para fazerem compras no Shopping Oiapoque. Nesta segunda-feira só funcionam lojas pares (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
A reabertura dos shoppings populares no centro de Belo Horizonte provocou muitas filas na manhã desta segunda-feira (25). Pessoas chegaram cedo, algumas acreditando que os locais funcionariam a partir das 9h, não às 11h, como determinado pela prefeitura.

Como só ficaram sabendo na sexta-feira (22) que poderiam reabrir, os centros de compra correram para se organizar. Nesta manhã ainda pintavam marcas no chão para garantir o espaçamento entre as pessoas que aguardam na fila para entrar no local. Para controlar o acesso, serão distribuídas senhas. Só uma entrada ficará aberta, enquanto as saídas serão três.

Últimos ajustes. Nesta manhã, funcionários ainda pintavam marcas no chão para garantir o espaçamento entre as pessoas que aguardam na fila para entrar no local.(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Últimos ajustes. Nesta manhã, funcionários ainda pintavam marcas no chão para garantir o espaçamento entre as pessoas que aguardam na fila para entrar no local. (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

Segundo Mário Valadares, diretor do Shopping Oi, está tudo organizado para evitar aglomerações. "Nossa capacidade é de 2,5 mil pessoas, mas só permitiremos a entrada de 500 por vez", explica o empresário, que permitiu a abertura de apenas metade das lojas.

A instrução é para que os consumidores baixem o aplicativo do local e cheguem sabendo onde encontrarão os produtos desejados. "Disponibilizamos wi-fi grátis. O objetivo é que ninguém fique mais de 30 minutos no local."

No Shopping Oi, os consumidores estão recebendo álcool-gel logo na entrada. Também terão a temperatura aferida. É obrigatório o uso de máscaras cobrindo boca e nariz em todos os locais públicos da capital.

Flexibilização 


Nesta primeira etapa da flexibilização do isolamento social em Belo Horizonte- 9.729 estabelecimentos comerciais voltam à ativa. A reabertura significa ainda o retorno de cerca de 30 mil pessoas a seus postos de trabalho. Os números são da Prefeitura de Belo Horizonte. 

A primeira manhã da retomada foi marcada por  lotação do transporte público e intensa movimentação pelas ruas - sobretudo no Centro da Capital. 

Anunciada na última sexta (20) pelo prefeito Alexandre Kalil, a flexibilização estabeleceu protocolos sanitários e horários diferenciados de funcionamento às lojas de BH. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade