Publicidade

Estado de Minas TESTAGEM AMPLIADA

Ufop recebe 'sinal verde' e vai realizar testes de COVID-19

Laboratório da universidade terá capacidade para analisar 200 amostras por dia, caso insumos suficientes sejam recebidos. Início das operações depende do estado


28/04/2020 22:58 - atualizado 28/04/2020 23:06

Equipamentos que serão usados nas testagens serão doados pela universidade, assim como a equipe técnica(foto: Divulgação/Ufop)
Equipamentos que serão usados nas testagens serão doados pela universidade, assim como a equipe técnica (foto: Divulgação/Ufop)

 

Minas Gerais tem uma nova estrutura para realizar testes de COVID-19. O Laboratório de Imunopatologia do Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), recebeu o aval da Fundação Ezequiel Dias (Funed) nesta terça-feira (28) e só aguarda a chegada de insumos para iniciar os trabalhos.

 

De acordo com a professora Cláudia Martins Carneiro, responsável técnica pelo laboratório, se o estado enviar reagentes imunológicos e moleculares suficientes, a estrutura da Ufop poderá realizar até 200 testes por dia.

 

A equipe que vai trabalhar na unidade ainda depende da quantidade de material enviado pela Funed. Ainda não há prazo para que o laboratório comece a operar, já que essa definição cabe ao estado. 

 

Porém, caso todo o insumo planejado seja enviado pela Funed, uma equipe de até 20 pessoas, entre professores, técnicos e alunos de doutorado e pós-doutorado da Ufop, poderá ser deslocada. 

 

“O que aconteceu é que a Funed nos enviou um termo para oficializar esse credenciamento. Então, nos enviamos hoje (terça-feira) um termo de compromisso assinado pela reitoria, como responsável legal, e por mim, como responsável técnica, exatamente para concretizar essa parceria”, explica Cláudia Martins Carneiro.

 

Ela acredita que o atendimento inicial será voltado a cidades próximas a Ouro Preto, situada na Região Central do estado. 

 

“Mas, sabemos que da forma que essa pandemia evoluir, em algum momento pode ser necessário ampliar esse número de testes diários (200)”, pontua a pesquisadora.

 

“Têm investimentos próprios (da Ufop), já que toda a infraestrutura do laboratório está sendo cedida para essa finalidade. Além disso, a gente tem buscado parcerias com empresas da região para que a gente possa ampliar essa capacidade técnica de diagnóstico”, completa a professora da universidade, ressaltando que esses acordos com o setor privado podem resultar, até mesmo, na contratação de novos profissionais, caso seja necessário.

 

Requisitos 

 

O laboratório tem o padrão de segurança biológica nível NB2, o exigido pela Funed para concessão do credenciamento. Também tem alvará da vigilância sanitária de Ouro Preto e está inscrito no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

 

Contudo, vale ressaltar que a Ufop só realizará a análise de amostras, ou seja, a coleta continua cabendo aos equipamentos de saúde que dispõem de equipe técnica para o serviço.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade