Publicidade

Estado de Minas

Projeto faz passeio virtual por centros de pesquisa em BH

Primeiro destino é a Fundação Ezequiel Dias (Funed), retratada em imagens 360º para garantir a imersão dos visitantes


14/04/2020 18:45 - atualizado 14/04/2020 18:59

As imagens já estão disponíveis no site do Minas Faz Ciência(foto: Reprodução Minas Faz Ciência )
As imagens já estão disponíveis no site do Minas Faz Ciência (foto: Reprodução Minas Faz Ciência )

Você sabia que pode conhecer instituições científicas de Belo Horizonte sem sair de casa? O Projeto Minas Faz Ciência, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), está postando, no site do projeto, fotografias em 360º que permitem o usuário veja, de todos os ângulos, o local de seu interesse. Além disso, você pode conferir os passeios pela ferramenta Google Expedições.

O primeiro passeio foi publicado nesta terça-feira (14/04). Nele, o internauta pode conhecer a várias áreas da Fundação Ezequiel Dias: desde a biblioteca, até o Serpentário. Além disso, é possível “entrar” no caminhão do projeto Ciência em Movimento. Na próxima semana, os passeios pelo Espaço do Conhecimento da UFMG e instalações da FAPEMIG serão publicados.

As imagens foram feitas ao longo dos últimos seis meses. Além deles, outros cinco locais seriam fotografados até o fim do primeiro semestre de 2020. Entretanto, com a pandemia do novo coronavírus, os registros foram adiados.

O COVID-19 também modificou a estreia do projeto. A data inicial era julho deste ano, porém o grupo adiantou a exposição. “Como já tínhamos as imagens prontas, optamos por antecipar, torná-las públicas e disponibilizá-las também no programa Expeditions, do Google”, explica a jornalista Lorena Tárcia, coordenadora do projeto. “Assim, estudantes e interessados podem conhecer esses espaços sem sair de casa”, completa.

Além de incentivar o interesse por tecnologia e ciência, o projeto faz parte de um estudo que procura desenvolver uma “metodologia para planejamento e utilização da ferramenta Tour Creator, da Google, por pesquisadores, professores e estudantes de ensino fundamental”. Lorena desenvolve essa iniciativa junto com Breno Ribeiro, também jornalista, e conta com a colaboração de estudantes de instituições de ensino superior da capital.

 

*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade