Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS EM MINAS

Coronavírus: igrejas promovem aglomeração em cultos e são interditadas em Betim, na Grande BH

Ação foi tomada na manhã desta segunda-feira pela Vigilância Sanitária, em parceria com a Procuradoria Geral do Município


postado em 13/04/2020 20:21 / atualizado em 13/04/2020 20:59

Igrejas foram interditadas na manhã desta segunda-feira (13) em Betim(foto: Divulgação/Prefeitura de Betim)
Igrejas foram interditadas na manhã desta segunda-feira (13) em Betim (foto: Divulgação/Prefeitura de Betim)
Duas igrejas foram interditadas na manhã desta segunda-feira (13) em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A ação, executada pela Vigilância Sanitária, em parceria com a Procuradoria Geral do Município, foi motivada por causa de cultos realizados na noite nesse domingo (12), que geraram aglomeração de pessoas, o que violou o decreto da prefeitura que visa ao combate do coronavírus (COVID-19).

Os órgãos receberam diversas denúncias de aglomerações nas instituições religiosas. Em uma delas, na Igreja Quadrangular Movimento, no bairro Laranjeiras, a Guarda Municipal chegou no momento do culto e registrou a grande quantidade de pessoas no local por meio de vídeo. Também foram feitas queixas da Igreja do Evangelho Quadrangular, no bairro Filadélfia.

Um processo administrativo foi aberto pela Procuradoria Geral do Município. Os alvarás das igrejas foram cassados, a princípio, até a vigência do decreto.

De acordo com o decreto 42.029/2020, locais com potencial de aglomeração de pessoas estão proibidos de abrir desde o dia 21 de março. Feiras, casas de shows, shopping, casas de festas e igreja são alguns dos exemplos.

Outro lado

Por meio de uma transmissão ao vivo no Instagram, o responsável pela Igreja Quadrangular Movimento, pastor Aldo Sobrinho, evitou culpar as autoridades pelo fechamento do templo. Ele ressaltou que a instituição religiosa segue todas as recomendações para evitar o contágio do coronavírus, como a disponibilização de álcool gel na entrada e na saída, e destacou que o local comporta até 4 mil pessoas.

O pastor também afirmou que a igreja tem promovido distanciamento entre as pessoas, mas admitiu que o local estava mais cheio que de costume nesse domingo por ser Páscoa.

O Estado de Minas não conseguiu contato com a Igreja Evangélica Quadrangular.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade