Publicidade

Estado de Minas

Casal é preso suspeito de assassinato no Bairro Matadouro, em Nova Lima

Motivação do crime é desconhecida. Suspeitos tentaram fugir de táxi, mas foram pegos em uma operação da PM


postado em 10/02/2020 11:39

Rua onde o crime ocorreu na noite passada(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Rua onde o crime ocorreu na noite passada (foto: Reprodução da internet/Google Maps)


Um homem de 26 anos e uma mulher de 23 foram presos suspeitos de envolvimento na morte de um homem de 34 anos na noite desse domingo em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O carro que eles teriam usado na fuga foi incendiado. O casal foi encontrado após tentar uma corrida de táxi para Contagem, também na mesma região. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime ocorreu no Bairro Matadouro. Quando os militares chegaram ao local do crime, encontraram a vítima caída na Rua Rádio Itatiaia, com marcas de tiros. O homem identificado como Wagner Martins dos Santos ainda tinha sinais vitais. Ele chegou a ser levado à Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes, no município, mas morreu ao dar entrada na unidade. 

Ainda no hospital, os militares receberam a informação de que os mandantes do crime seriam dois moradores do bairro matadouro, e populares também relataram que as pessoas que atiraram fugiram em um Palio prata. A partir de uma denúncia anônima, os PMs descobriram que o carro havia sido incendiado no Bairro Galo.  Militares do Corpo de Bombeiros apagaram as chamas. 

Os policiais chegaram ao casal com a ajuda de um taxista. Consta na ocorrência que ele conseguiu se comunicar com a PM, durante uma corrida. Ele contou que, ao passar pelo Bairro Matadouro, um casal pulou na frente do veículo e pediu uma corrida para Contagem. O taxista disse que eles eram suspeitos e ficou com medo de ser roubado. 

A polícia fez uma operação de cerco e bloqueio, interceptando o carro na MG-030, quase no Vila da Serra. Os policiais abordaram os passageiros e descobriram que o homem tinha um mandado de prisão em aberto. Ao revistar a mulher, descobriram que ela escondia drogas e dinheiro nas partes íntimas. Além disso, ela era vizinha do homem que morreu e estava com as roupas sujas de sangue. A suspeita também não soube informar para onde ia com o outro homem.

De volta ao local do crime, uma pessoa da família da mulher disse que o outro suspeito estava no bairro desde quarta-feira passada. Na noite passada, o homem chamou Wagner insistentemente. A vítima foi até o cruzamento das ruas Itatiaia e Rio de Janeiro. Logo em seguida, o suspeito saiu e pediu que Wagner se aproximasse. Foi quando o homem foi baleado, mas não foi possível saber se os tiros partiram do homem que o chamou ou de outra pessoa. A perícia da Polícia Civil esteve no local. A ocorrência foi registrada na 2ª Delegacia de Polícia de Nova Lima. 


Publicidade