Publicidade

Estado de Minas

Chuva dá trégua e foliões fazem esquenta em ensaios de blocos de carnaval

Fim de semana foi de muito ensaio e apresentações na capital mineira. Confira guia do pré-carnaval de rua de BH


postado em 02/02/2020 18:15 / atualizado em 03/02/2020 17:44

Ensaio do bloco Pisa na Fulô, na praça Pisa na Fulô, no Bairro Carlos Prates(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Ensaio do bloco Pisa na Fulô, na praça Pisa na Fulô, no Bairro Carlos Prates (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
A chuva deu uma trégua neste domingo, o que motivou muita gente a despejar o glitter no rosto e a sair em busca de um batuque para fechar o fim de semana. E não faltaram opções de ensaios de blocos pelas nove regionais da capital mineira. 

E tem para todos os gostos. Ocorreu no início da tarde o ensaio do bloco Pisa na Fulô, na Praça Pisa na Fulô, no Bairro Carlos Prates, na Região Noroeste de Belo Horizonte. Trata-se de grupo de percussionistas que decidiu mesclar duas paixões nacionais: forró e carnaval. Assim nasceu o bloco, que montou sua bateria com zabumba, triângulo e agogô de coco. O ensaio começou ontem às 14h. 

Pré-carnaval 2020 em BH: atualizamos aqui o guia de ensaios de blocos

O baile estava animado e reuniu pessoas de todas as idades. A publicitária Lígia Campolina, de 25 anos, tirou os acessórios e a purpurina no armário para curtir a tarde no bloquinho. "O meu carnaval começou em novembro. Eu amo o carnaval, toco em vários os blocos e gosto muito do Pisa na Fulô", contou ela que tocará xequerê.

Ela conta que, tradicionalmente, o Pisa na Fulô fecha a semana de carnaval a se apresentar na terça-feira. "É para se acabar. Eu não costumo sair na quarta-feira então fecho meu carnaval nesse bloco. É uma vibe maravilhosa, muita gente legal", recomendou. 

Na foto, a folia Lívia Campolina(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Na foto, a folia Lívia Campolina (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
O sol até apareceu no início da manhã, mas a chuva voltou a ameaçar durante a apresentação. Mas, isso não desanimou as dezenas de foliões. "Faça sol ou faça chuva, eu vou para o carnaval. Mas ainda estou me recuperando de uma sinusite. Isso porque meu carnaval começou há três meses", brincou. 

Os estudantes Ana Paula Santiago, de 20, e Felipe Ribeiro, de 23, levaram a cadela para passear e curtir o forró. "Começou hoje. Chegamos de Montes Claros (Norte de Minas) e esse é o primeiro ensaio que vou", contou Ana. "Para mim, carnaval começa quando as pessoas começam se reunir em praças públicas e ocupam os lugares da cidade. Não tem data marcada para começar. Infelizmente, só para acabar", disse.


Publicidade