Publicidade

Estado de Minas CHUVAS EM MG

Expediente no Judiciário de BH é suspenso por dois dias devido às chuvas

Chuvas que atingem a capital mineira motivaram a suspensão da atividade no Judiciário


postado em 29/01/2020 16:59

Unidade do TJMG na Avenida Raja Gabáglia tem competência cível de fórum(foto: Renata Caldeira/Tribunal de Justiça de Minas Gerais)
Unidade do TJMG na Avenida Raja Gabáglia tem competência cível de fórum (foto: Renata Caldeira/Tribunal de Justiça de Minas Gerais)
O expediente de todo o Judiciário em Belo Horizonte foi suspenso nesta quarta e quinta-feira devido às chuvas que atingem a capital mineira. Apesar disso, as medidas urgentes foram mantidas, e os gabinetes de plantão seguem o funcionamento normalmente. A decisão foi tomada pelo presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais, e pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador José Geraldo Saldanha da Fonseca.
 
Ao todo, são dez unidades do Judiciário em BH: dois juizados especiais, um juizado especial criminal, duas varas de infância e juventude, uma vara especializada em crimes contra criança e adolescente, uma corregedoria, a sede do TJMG e dois fóruns. A exceção fica pela 1ª Vara Criminal da capital e na Vara Agrária, que vão continuar funcionando "pelas suas especificidades e por haver atos processuais inadiáveis já programados", informou o TJMG, por meio de nota.
 
Um dos fóruns na capital está situado na avenida Raja Gabáglia, no Bairro Luxemburgo, Região Centro-Sul da capital mineira. A região foi uma das mais afetadas pela chuva que caiu sob BH nessa terça-feira, com destruição de ruas foram destruídas e danos a alguns carros arrastados.
 
Nesta quinta-feira, todos os 101 municípios em situação de emergência ou calamidade pública por causa das chuvas terão o expediente suspenso. Também por meio de nota, o TJMG informou que "a decisão visa preservar a integridade de servidores e magistrados e evitar prejuízos processuais às partes".
 
Ver galeria . 89 Fotos Região Centro-Sul de Belo Horizonte foi a mais atingida pelo temporal da noite de 28 de janeiro. Na foto, situação na Praça Marília de Dirceu, no Bairro de LourdesPaulo Filgueiras/EM/DA Press
Região Centro-Sul de Belo Horizonte foi a mais atingida pelo temporal da noite de 28 de janeiro. Na foto, situação na Praça Marília de Dirceu, no Bairro de Lourdes (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press )
Servidores também liberados
 
Os servidores que trabalham na Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, na Região Venda Nova, também foram liberados mais cedo nesta quarta-feira. A partir das 16h30, os funcionários já podiam deixar o trabalho. Ainda não há previsão do horário de funcionamento nesta quinta-feira.


Publicidade