Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros resgatam corpos de vítimas de deslizamento no bairro Jardim Alvorada

Corpos de três crianças e dois adultos foram retirados já sem vida em meio à lama na Região Noroeste da cidade


postado em 25/01/2020 19:14 / atualizado em 25/01/2020 20:38

(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

 

Depois de quase 20 horas de trabalho, o Corpo de Bombeiros resgatou os primeiros corpos sob o barranco que deslizou no Bairro Jardim Alvorada, na Região Noroeste de Belo Horizonte, neste sábado (25). Entre as vítimas estão três crianças e dois adultos.


Os moradores acompanham os trabalhos de buscas assustados. O medo é de nova chuva nesta noite, que poderia resultar em novos desmoronamentos no bairro. Alguns vizinhos, inclusive, optaram por deixar a localidade e se acomodar na casa de parentes.


“Eram 20h30 da noite, ela estava com os meninos deitados no quarto, no colchão. Eu estava na cozinha. O quarto foi todo embora de repente, de uma vez só. Quando vi estava com a boca cheia de terra, olho não abria, cheio de terra. Os vizinhos me puxaram. Não teve tempo pra nada", conta Anselmo Pereira, de 55 anos, marido de Maria Estela e pai de três crianças, todos encontrados mortos no deslizamento.


Segundo o marido, a família já estava com as mochilas prontas para deixar o local. Na sexta-feira, a Defesa Civil interditou vários barracões do Jardim Alvorada, inclusive a que soterrou a mulher e as crianças. "Ela queria dar janta para os meninos antes de sair. Não queria ir pra outro lugar com fome. Foi um desespero", lamenta. Anselmo, Maria Estela e as três crianças moravam no local há cinco anos.


Em novo boletim divulgado na noite deste sábado (25), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informou que 30 pessoas já morreram em Minas Gerais por conta das chuvas que caíram nos últimos dias. Juntando com as 11 vidas perdidas entre outubro e semana passada, o número de óbitos no estado saltou para 41.


Publicidade