Publicidade

Estado de Minas

''Ela queria dar janta para os meninos antes de sair'', diz homem que viu mulher e filhos serem soterrados em BH

Anselmo Pereira, de 55 anos, foi salvo por vizinhos no Bairro Jardim Alvorada, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. Bombeiros estão no local


postado em 25/01/2020 17:17 / atualizado em 25/01/2020 17:22

Resgate das autoridades flui sob os olhos dos aflitos moradores do Jardim Alvorada(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Resgate das autoridades flui sob os olhos dos aflitos moradores do Jardim Alvorada (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

 

O drama vivido por famílias de Belo Horizonte neste sábado (25) pode ser representado pela tristeza manifestada nas palavras de Anselmo Pereira, de 55 anos, morador do Bairro Jardim Alvorada, na Região da Pampulha. Ele viu, durante o temporal de sexta, sua casa deslizar barranco abaixo com a esposa, Maria Estela, e seus três filhos, de 6, 8 e 10 anos.


“Eram 20h30 da noite, ela estava com os meninos deitados no quarto, no colchão. Eu estava na cozinha. O quarto foi todo embora de repente, de uma vez só. Quando vi estava com a boca cheia de terra, olho não abria, cheio de terra. Os vizinhos me puxaram. Não teve tempo pra nada", conta Anselmo.

 

Segundo o marido, a família já estava com as mochilas prontas para deixar o local. Na sexta-feira, a Defesa Civil interditou vários barracões do Jardim Alvorada, inclusive a que soterrou a mulher e as crianças. "Ela queria dar janta para os meninos antes de sair. Não queria ir pra outro lugar com fome. Foi um desespero", lamenta. Anselmo, Maria Estela e as três crianças moravam no local há cinco anos.

 

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil municipal estão no local desde a madrugada.  De acordo com a Polícia Militar, há registro de outros dois deslizamentos no Jardim Alvorada: nas ruas Flor de Ameixa e Flor de Abril.

 

Na primeira delas, um morador disse que o terreno continua descendo e que sairia de casa, pois temia pela estabilidade do imóvel.


Já na Flor de Abril, o chamado aconteceu por volta das 8h deste sábado. No local, um barranco deslizou, mas ainda não afetou a casa do morador que acionou a polícia. Contudo, o cidadão informou à PM sobre a possibilidade da terra atingir sua casa e provocar um acidente.

 

 


Publicidade