Publicidade

Estado de Minas

Clima de deserto: BH registra o dia mais seco do ano e fica em estado de emergência

A umidade relativa do ar ficou em 12% nesta segunda-feira na capital mineira. O índice é considerado estado de emergência pela Organização Mundial de Saúde (OMS)


postado em 14/10/2019 16:42 / atualizado em 14/10/2019 21:30

Umidade relativa do ar ficou em 12% em Belo Horizonte(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Umidade relativa do ar ficou em 12% em Belo Horizonte (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Belo Horizonte teve um dia semelhante ao de desertos nesta segunda-feira. A temperatura alta, acima de 32ºC, e a baixa umidade do ar provocaram uma sensação de intenso calor durante a tarde. Os índices de umidade atingiram níveis preocupantes: 12%. Este foi o menor valor registrado no ano. Para se ter ideia, nos desertos, os valores ficam em torno de 10%. A Defesa Civil Municipal emitiu um alerta.

O índice baixo de umidade foi registrado durante a tarde na estação meteorológica localizada no Bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O menor valor no mesmo local foi em 13 e 18 de setembro, quando registrou 18%. Na Pampulha, a umidade mais baixa também foi nesta segunda-feira, quando atingiu 14%. O mesmo número já tinha sido registrado em 13 e 18 de setembro.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o índice entre 21% e 30% como estado de atenção; entre 12% e 20%, de alerta, e abaixo de 12%, estado de emergência. O índice considerado ideal é de 60%. Esses valores baixos são comuns nesta época do ano. O longo período de estiagem também contribui para os baixos índices.

“Estamos com a atuação de uma massa de ar seco e quente. O céu está praticamente aberto. Como estamos na primavera, temos uma alta incidência de radiação na superfície. Por isso, provoca bastante evaporação de umidade. Como não chove há muito tempo, temos estes baixos índices”, explicou a meteorologista Anete Fernandes, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  

A baixa umidade relativa do ar também atingiu outras cidades mineiras. Em São Romão e Pirapora, na Região Norte de Minas, o índice ficou em 12%.

Quando vai chover?


Os moradores devem se preparar. O tempo seco deve continuar em Belo Horizonte e grande parte de Minas Gerais até a próxima sexta-feira. Mudanças apenas a partir da próxima semana. “A tendência é que persista (o tempo seco) até sexta-feira. No sul do Estado, podemos ter chuva isolada nesta terça-feira. Em BH, a tendência é de chuva só no domingo”, comentou Anete Fernandes. “Estamos na fase de transição. Já se vê organização da chuva no país. Deve vim para gente na próxima semana”, completou.

Com o tempo seco, alguns cuidados devem ser tomados pelos moradores para evitar danos a saúde. O período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, além de usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada para as crianças, com a ingestão de bastante líquido.

Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muitos líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele.


Publicidade