Publicidade

Estado de Minas

Morre jovem que foi espancado no Centro de BH

Rapaz de 24 anos foi socorrido com diversas lesões, teve três paradas cardíacas e estava internado em estado grave


postado em 09/08/2019 17:42 / atualizado em 09/08/2019 17:58

Caso ocorreu na Rua Guaicurus, no Centro de BH(foto: Google Street View/Reprodução)
Caso ocorreu na Rua Guaicurus, no Centro de BH (foto: Google Street View/Reprodução)

O jovem de 24 anos que foi espancado na tarde desta quinta-feira na Rua Guaicurus, no Centro de Belo Horizonte, morreu após ter sido internado em estado grave no Hospital João XXIII. De acordo com a Polícia Civil, os dois homens suspeitos de terem agredido o rapaz  foram autuados em flagrante por homicídio.

A morte foi confirmada pelo tio do rapaz à Polícia Militar (PM). Segundo atualização do boletim de ocorrência, às 14h desta sexta-feira, os policiais fizeram contato com o tio da vítima para devolver o celular, quando ele informou que o sobrinho teria morrido. 

O caso


A dupla suspeita de espancar o jovem até a morte confessou o crime e disse à polícia que o rapaz havia assaltado uma idosa. De acordo com a PM, por volta das 14h de quinta-feira, a corporação recebeu uma chamada dizendo que havia um homem com diversas escoriações pelo corpo caído na Rua Guaicurus, próximo ao número 500. O Corpo de Bombeiros relatou aos policiais que a vítima teve uma parada cardíaca e foi levado, em estado grave, para o Hospital João XXIII. 

Uma hora mais tarde, uma denúncia anônima levou os militares de volta ao endereço. Um vídeo que circulava na região mostrava dois homens espancando o rapaz. De acordo com a PM, imagens mostravam o jovem recebendo chutes na cabeça e sendo agredido com um cabo de vassoura. 

Após apuração, a polícia foi até um estacionamento próximo do endereço onde ocorreu a agressão. Lá, dois funcionários, ambos de 20 anos, confessaram, mas alegaram que o jovem agredido teria furtado uma idosa minutos antes. Entretanto, de acordo com a PM, não há nenhum registro desse fato. 

Os suspeitos foram presos e a ocorrência encerrada na Central de Flagrantes (Ceflan-1). No hospital, a vítima teria tido mais duas paradas cardíacas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade