Publicidade

Estado de Minas

Homem confessa morte da mulher grávida de seis meses em Barbacena

O autor do crime afirmou que enrolou um cobertor no pescoço da vítima. Vizinhos chamaram a Polícia Militar (PM) depois de ouvirem gritos em apartamento


postado em 08/04/2019 16:45 / atualizado em 08/04/2019 17:17

(foto: Juarez Rdorigues/EM/D.A Press)
(foto: Juarez Rdorigues/EM/D.A Press)

Um feminicídio chocou Barbacena, na Região Central de Minas Gerais, nesta segunda-feira. Uma mulher de 32 anos, grávida de seis meses, foi assassinada dentro de um apartamento. O marido dela, segundo a Polícia Militar (PM), confessou o crime e foi preso em flagrante. Ela foi estrangulada com um cobertor.

Vizinhos do casal acionaram a PM depois de ouvirem gritos vindo do apartamento, localizado no Bairro Boa Morte. Os militares foram até o local e encontraram vizinhos nas sacadas do prédio. Os moradores abriram o portão eletrônico e os policiais seguiram até o andar onde mora o casal.

Segundo o boletim de ocorrência da PM, os militares foram recebidos no apartamento por um homem, que aparentava tranquilidade. Ele autorizou a entrada. A mulher foi encontrada caída no chão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e os socorristas atestaram a morte da vítima.

Ao ser questionado pelos policiais, o morador confessou o crime. Segundo consta no registro policial, ele afirmou que possuir “mediunidade” e que, com isso, não estava conseguindo dormir. Contou que colocou alguns cobertores e o travesseiro no chão e se deitou.

De acordo com a versão do homem, a mulher, ao vê-lo no chão, foi ao banheiro e começou a chorar. Ele, então, afirmou que buscou um copo com “água benta”, mas a companheira teria se recusado a tomar. Em seu relato aos militares, disse, ainda, que eles deitaram no chão e começaram a rezar.

O homem afirmou que, pouco tempo depois, a mulher teria assoprado seu rosto e ficou agressiva. Por isso, pegou um cobertor e utilizou “como escudo contra ela”. Com a insistência da mulher, segundo relatos que constam no boletim de ocorrência, o autor afirmou que decidiu colocar a coberta em volta do pescoço da vítima e apertou até ela parar de reagir.

Segundo a PM, o homem contou que fazia tratamento psiquiátrico em Belo Horizonte até fevereiro, e que não tinha motivos para assassinar a companheiro. Ele foi preso em flagrante.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade