Publicidade

Estado de Minas

Imagens de câmeras da Rodoviária de BH podem ajudar a desvendar sumiço de mulher

Marta Soares da Fonseca, de 41 anos, foi vista pela última vez em 17 de setembro no terminal rodoviário. Ela foi abordada por um homem que é considerado suspeito


postado em 08/10/2018 13:29 / atualizado em 08/10/2018 15:15

Mulher é vista na companhia de homem apontado pela Polícia Civil como suspeito(foto: Polícia Civil / Divulgação)
Mulher é vista na companhia de homem apontado pela Polícia Civil como suspeito (foto: Polícia Civil / Divulgação)

Imagens das câmeras de segurança da rodoviária de Belo Horizonte são as principais provas encontradas pela Polícia Civil para desvendar o desaparecimento de uma mulher de 41 anos. Marta Soares da Fonseca foi vista pela última vez em 17 de setembro. Os vídeos dos equipamentos mostram ela sendo abordada por um homem assim que desembarcou no terminal. O suspeito ainda não foi identificado.



No vídeo divulgado nesta segunda-feira pela Polícia Civil, Marta desembarca de um ônibus na rodoviária de Belo Horizonte. Assim que desce do veículo, ela é abordada por um homem. Os dois conversam por um tempo, e a mulher se afasta. Em seguida, ele volta a se aproximar dela e os dois saem andando juntos.

Em uma outra imagem, é possível ver Marta e o homem sentados em um banco da rodoviária conversando. Depois, eles aparecem caminhando juntos. Os dois andam de forma apressada e deixam o terminal.

 

A atitude do homem levantou a suspeita da Polícia Civil. Antes de se encontrar com Marta, ele aborda diversas pessoas na rodoviária. Com um papel nas mãos, ele parece pedir algo para os passageiros. Primeiro, conversou com alguns usuários próximo aos guichês de compras de passagens. Depois, desceu para as plataformas de desembarques, onde continuou a ação.

Para a Polícia Civil, as investigações dependem da identificação deste homem. Por isso, pediu ajuda a população para passar informações sobre eles. “Para a elucidação do caso, é muito importante a identificação desse indivíduo. Desta forma, a PCMG solicita à população que qualquer informação sobre a identidade deste homem seja comunicada imediatamente pelo telefone 0800 2828 197”, afirmou por meio de nota.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade