Publicidade

Estado de Minas

Morre dono de restaurante baleado em Matozinhos

Crime ocorreu na quarta-feira. Garçom também foi atingido e morreu horas depois


postado em 05/10/2018 15:45 / atualizado em 05/10/2018 16:51

(foto: Google Street View/Reprodução)
(foto: Google Street View/Reprodução)

O dono de um restaurante morreu na manhã desta sexta-feira, após ter sido baleado na porta do comércio, em Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O crime ocorreu no fim do expediente da última quarta-feira, quando o empresário saía do comércio para levar os funcionários embora.

Geraldo Guimarães, de 54 anos, foi encaminhado para o Hospital Vanda Andrade Drumond, em Matozinhos, mas na quinta-feira foi transferido para o Hospital Risoleta Neves, em BH. Segundo boletim médico, o empresário passou por uma cirurgia para estancar os sangramentos causados pelos ferimentos, mas não houve melhora e morreu. 

O garçom do restaurante, Jaelbert Alves, de 26, também foi atingido e morreu na chegada ao Hospital Vanda Andrade Drumond.

Até a publicação desta matéria, ninguém foi preso. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Matozinhos e as investigações estão em andamento. 

O crime

Segundo o boletim de ocorrência, o garçom estava saindo do local com o empresário e outra funcionária, quando dois homens saíram de um veículo Strada e dispararam várias vezes contra o carro em que estavam.

Jaelbert foi atingido no peito e Geraldo teve o tórax, boca e uma das mãos atingidos. As vítimas foram levadas para o Hospital Vanda Andrade Drumond, em Matozinhos. O jovem morreu enquanto era atendido e o proprietário do restaurante foi posteriormente transferido para o Hospital Risoleta Neves, em BH. A outra funcionária não ficou ferida.

Outro funcionário contou à polícia que, antes do crime, um homem foi ao restaurante e fez perguntas sobre o serviço de entregas, mas ficou confuso quando tentou se identificar. Os militares devem investigar se essa pessoa tem envolvimento com os atiradores. Câmeras de segurança de estabelecimentos próximos também serão usadas na investigação.
 
*Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade