Publicidade

Estado de Minas

Homem é espancado após ser denunciado por importunação sexual em Minas

A vítima tinha sido denunciada por importunação sexual pela ex-companheira horas antes dele ser agredido. Mesmo assim, a motivação para a violência ainda será investigada


postado em 04/10/2018 16:07

A polícia está à procura de moradores de um distrito de Muriaé, na Região da Zona da Mata mineira, que espancaram um homem. A vítima tinha sido denunciada por importunação sexual pela ex-companheira horas antes dele ser agredido. Mesmo assim, a motivação para a violência ainda será investigada.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o caso foi registrado por volta das 18h45 dessa quarta-feira. Os militares foram acionados para seguir até o condomínio Nova Muriaé, no distrito de Vermelho, onde o homem estava sendo agredido.

Em conversa com os policiais, a vítima informou que seguia para casa da companheira, com quem tem um filho. Porém, quando caminhava para o local, acabou sendo agredido com um golpe com pedaço de madeira nas costas. Ele disse que caiu no chão e acabou sendo atingidos por chutes e pauladas.

O homem não soube apontar qual foi a autoria do crime. O Corpo de Bombeiros foi acionado e o encaminhou para um hospital. Os policiais foram até a casa da ex-companheira dele. A mulher informou, segundo a PM, que na tarde de quarta-feira, foi até a uma delegacia e prestou queixa contra ele por importunação sexual.

Buscas foram feitas pelos agressores, mas ninguém foi encontrado.

Mudança na lei


A importunação sexual virou crime com pena prevista de um a cinco anos de prisão. A proposta ganhou força no Legislativo após casos de homens que se masturbaram e ejacularam em mulheres dentro de transporte público ganharem repercussão. O texto sancionado também tornou crime a divulgação, por qualquer meio, de vídeo e foto de cena de sexo ou nudez ou pornografia sem o consentimento da vítima, além da divulgação de cenas de estupro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade