Publicidade

Estado de Minas

Jovens assaltam ônibus, tentam fugir em outro coletivo e acabam presos em Venda Nova

Segundo a PM, eles teriam roubado diversos celulares dos passageiros. Uma mulher passou mal e foi levada para o hospital


postado em 03/10/2018 21:29 / atualizado em 03/10/2018 22:32

Assaltantes entraram no ônibus na Avenida Vilarinho I, próximo a trincheira entre a Avenida Pedro I(foto: Paulo Filgueiras/EM)
Assaltantes entraram no ônibus na Avenida Vilarinho I, próximo a trincheira entre a Avenida Pedro I (foto: Paulo Filgueiras/EM)
Dois jovens foram presos na manhã desta quinta-feira sob suspeita de assaltar, à mão armada, passageiros de um ônibus da linha 62 (Estação Venda Nova/Savassi Via Hospitais). Maiconn Fillippe de Lima, 23 anos, e Jonathan Pereira Bispo, de 24, teriam roubado vários celulares e pertences pessoais dos viajantes. A dupla foi detida depois de embarcar em coletivo de outra linha.

Informada do crime, a Polícia Militar iniciou as buscas e, segundo a corporação, por volta das 5h, agentes receberam denúncia de que havia dois homens com atividade suspeita em um ônibus da linha 736 (Estação Vilarinho/Juliana B). Chegando ao local, os policiais viram Maiconn e Jonathan portando diversos celulares, sendo que um, de acordo com a PM, já estava em processo de reiniciação. Ainda foi encontrada uma sacola, onde estavam vários pertences pessoais e uma réplica de arma de fogo.

Segundo os passageiros que tiverem seus pertences roubados, os assaltantes entraram no ônibus na Avenida Vilarinho I, próximo à trincheira entre a Avenida Pedro I, já anunciando o assalto e pedindo a todos que entregassem os celulares. Ao sair do coletivo, os suspeitos ainda roubaram um homem que estava no ponto de ônibus.

Assustada, uma mulher de 57 passou mal e foi encaminhada para o Hospital Risoleta Tolentino Neves.

Conforme o boletim de ocorrência, os jovens confessaram o crime e foram levados para a Central de Flagrantes 1 (Ceflan). Ao todo, oito pessoas foram vítimas do assalto, sendo que uma não foi identificada.

*Estagiário sob supervisão da subeditora Rachel Botelho

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade