Publicidade

Estado de Minas

Reparo em carros danificados pelo granizo pode custar até R$ 3 mil

Principal vantagem do martelinho de ouro é manter a pintura e a chapa do veículo originais. O custo médio de um carro atingido por granizo varia entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil


postado em 08/08/2018 06:00 / atualizado em 08/08/2018 08:02

Martelinho de ouro repara automóvel amassado por granizo durante a tempestade de segunda-feira (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Martelinho de ouro repara automóvel amassado por granizo durante a tempestade de segunda-feira (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)

A chuva de granizo que afetou várias regiões da capital mineira ontem também causou prejuízos para quem estava com o carro na rua. Um dos principais termômetros desse tipo de dano são as oficinas de reparação automotiva. O empresário Túlio Amorim, da Sem Risco, conta que ao longo do dia precisou fazer ao menos 30 orçamentos de martelinho de ouro, que é a técnica mais indicada para reparar os danos causados pelas pedras de gelo. Na oficina Wert Autos, no Caiçara, a demanda pelo serviço também aumentou significativamente.

De acordo com Marcelo Luttenbarck, da Wert, todas as ocorrências de granizo agitam o mercado de reparação. “Hoje eu conversei com o pessoal de concessionárias e foi muito carro afetado”, dimensiona o empresário. Segundo Luttenbarck, junto com a demanda, o preço do serviço de martelinho de ouro também aumenta de 40% a 60%. É que grande parte dos profissionais que executam o serviço são terceirizados e acabam sendo disputados pelas oficinas. Então, se o proprietário não se importar de conviver com o veículo avariado por um tempo, certamente vai economizar.

Proprietário do Centro Automotivo Novo de Novo, Renato Brasil confirma o aumento da procura pelo serviço de martelinho de ouro. O empresário adverte pelo número de “aventureiros”, profissionais sem qualificação, que surgem no mercado sempre que a demanda aumenta. “Não pode levar em qualquer um. Martelinho de ouro é um serviço que precisa ficar muito bem-feito. Então, só leve o carro numa oficina que você tenha a indicação de alguém”, aconselha Brasil.

A principal vantagem do martelinho de ouro é justamente manter a pintura e a chapa do veículo originais. O custo médio de um carro atingido por granizo varia entre R$ 1.500, quando a avaria é leve, e R$ 3 mil, para as mais extensas.  Geralmente este tipo de reparo pode ser usado em pequenos e grandes amassados, desde que a pintura não tenha sido afetada. Mas, se ela descascar ou houver um grande vinco na carroceria, será preciso recorrer aos serviços de funilaria e pintura. Trata-se de uma mão de obra artesanal, então fuja de profissionais sem experiência para que não aprendam a técnica no seu carro.

A chuva de granizo também pode afetar os vidros do carro. Como apenas o para-brisa costuma ser em vidro temperado, dependendo da situação, é possível recuperar trincas de até 50cm de extensão, quando não interferem na visibilidade do motorista. A injeção de uma resina apropriada melhora a aparência e impede que a trinca avance. Esse serviço custa de R$ 70 a R$ 300. Peças plásticas como lanternas, faróis, retrovisores, calhas e canaletas também podem ser quebrados pelo impacto das pedras de gelo. Se o veículo tiver seguro, é possível trocá-las com uma franquia reduzida ou mesmo sem custo.

“A chuva de ontem (seguna) não foi muito forte, então todos os veículos que passaram pela oficina hoje podem ser reparados pelo martelinho de ouro. Mas me lembro do granizo que caiu sobre a Região Metropolitana de Belo Horizonte em 2008. Nós ficamos com uma fila de mais de cem carros aqui fora, todos em fila dupla, e nossos atendentes saíram para agendar orçamentos no meio da rua”, conta Amorim..

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade