Publicidade

Estado de Minas

Fiscalização de estacionamento rotativo continua suspensa na capital

Carros estacionados em vagas do rotativo não estão sendo multados. Ainda não há previsão para regularizar o serviço


postado em 18/06/2018 18:54 / atualizado em 21/06/2018 15:28

(foto: Jair Amaral/EM/DA Press - 06/06/2018)
(foto: Jair Amaral/EM/DA Press - 06/06/2018)

Apesar das novas regras do estacionamento rotativo de Belo Horizonte já estarem em andamento, a fiscalização do serviço continua suspensa na capital e ainda não há previsão para a distribuição de novos talões de estacionamento, interrompida desde 29 de maio. Também não há estimativa para a implementação do sistema eletrônico anunciado esta semana pela autarquia.

De acordo com a BHTrans, o contrato com a empresa que faz a distribuição dos talões de estacionamento rotativo da capital não foi renovado e, por isso, a distribuição não está regularizada. Como o sistema de monitoramento passaria a ser por meio de aplicativo de telefone celular, não houve renovação do contrato. Esta versão não foi confirmada pela BHTrans.

A fiscalização por parte da Guarda Municipal e Polícia Militar foi, então, suspensa. Carros estacionados em vagas do rotativo não estão sendo multados, mas o órgão esclareceu que apenas a fiscalização do uso obrigatório da folha de rotativo está interrompida. 

As multas e autuações para veículos que estacionam em áreas reservadas à carga e descarga, em entradas de garagens, em vagas exclusivas para idosos ou deficientes e em demais locais onde é proibido estacionar continuam normalmente. A Guarda Municipal ainda alertou, por meio de nota, que segue autuando e multando os veículos irregulares.

MUDANÇAS Conforme noticiado pelo Estado de Minas, o estacionamento rotativo passará a ser eletrônico e deve alterar as regras para parar em vagas nas ruas da capital mineira. O sistema pretende eliminar a intermediação de flanelinhas e acabar com o “reuso” de vagas. O pagamento será feito com a compra de créditos, com cartão ou boleto bancário, que serão abatidos à medida em que o motorista utilizar o rotativo.

Porém, a BHTrans disse que ainda não há uma data para o lançamento do aplicativo. Ainda de acordo com a empresa de trânsito, mesmo com a mudança para o digital, as bancas de jornais de Belo Horizonte vão continuar a vender as folhas e talões, que estarão disponíveis para motoristas que chegam de outras cidades ou para aqueles que não têm familiaridade com uso de smartphones, e também irão comercializar créditos para o serviço digital.

Por meio de nota, a BHTrans informou que está buscando alternativas para regularizar a distribuição dos talões. O órgão ressaltou que o talão impresso continua valendo e que novas folhas serão disponibilizadas em breve.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade