Publicidade

Estado de Minas

Homem fica preso dentro de banca ao tentar furtar objetos em BH

Policiais civis e bombeiros que atenderam a ocorrência foram agredidos


postado em 28/02/2018 15:59

A tentativa de roubo a uma banca de revistas terminou mal para um criminoso nesta quarta-feira em Belo Horizonte. O homem invadiu o local no início da manhã na tentativa de roubar objetos. Porém, não conseguiu sair e ficou preso. A dona do estabelecimento avistou o invasor e acionou a Polícia Civil. Ele acabou preso, mas chegou a agredir os policais e militares do Corpo de Bombeiros que foram ao local para abrir as portas.

De acordo com o boletim de ocorrência, a dona do estabelecimento, localizado na Avenida Sinfrônio Brochado, chegou para trabalhar, por volta das 6h, e avistou o homem, identificado como Flávio Lúicio de Souza, de 38 anos, dentro da banca. Ela foi até uma delegacia que fica próximo ao local e acionou a Polícia Civil. Uma equipe se deslocou para atender a ocorrência.

Quando chegaram, segundo o boletim de ocorrência, avistaram diversos objetos na calçada e a porta da banca entreaberta. Como não tinha como adentrar ao estabelecimento, informaram ao invasor que ele estava cercado e para ele deixar o local. Porém, segundo a Polícia Civil, Flávio se recusou.
Diante da negativa, os policiais tentaram entrar, mas foram agredidos com golpes de barras de ferro. Por isso, acionaram o Corpo de Bombeiros que tiveram que quebrar três cadeados para facilitar a entrada na banca. Flávio, ao ver a ação dos militares, se escondeu em um banheiro que fica dentro do estabelecimento.

Como a porta só abre pelo lado de dentro, novamente o Corpo de Bombeiros teve que agir e arrombar o objeto. O homem chegou a agredir novamente os policiais e os militares, mas acabou preso. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Diamante, onde recebeu os cuidados médicos.

Na delegacia, se reservou ao direito de ficar em calado. Flávio foi preso em flagrante por furto qualificado por arrombamento de obstáculo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade