UAI
Publicidade

Estado de Minas

Vídeo mostra ônibus do Move infestado de pernilongos em Belo Horizonte

Flagrante foi feito em um coletivo da linha 62. Passageiros usam as redes sociais para relatar a presença dos insetos em outras linhas


postado em 04/10/2017 10:05 / atualizado em 04/10/2017 15:43

Um vídeo registrado nesta semana mostra mais um problema enfrentado por usuários do transporte público de Belo Horizonte. As imagens mostram uma verdadeira “nuvem” de pernilongos em um ônibus do Move. Relatos sobre o problema se espalham pela internet.

Segundo o cabeleireiro José Miguel da Silva, o flagrante ocorreu na manhã dessa terça-feira em um coletivo da linha 62 (Estação Venda Nova/Savassi via Hospitais). Morador de Ribeirão das Neves, na Grande BH, ele costuma usar as linhas intermunicipais, mas precisou passar pela estação ontem. “O pessoal estava comentando que todo dia é daquele jeito. Nunca vi tanto pernilongo. Acho uma falta de respeito muito grande com o passageiro”, explica.

As imagens mostram um grande número de pernilongos nas janelas do coletivo. Os passageiros reclamam e um deles tenta matar os insetos com a mão, batendo no vidro. Silva diz que o coletivo estava lotado e as pessoas não tiveram opção. “Ficamos lá do mesmo jeito, um matando. Teve muita gente reclamando que foi picada”, disse o cabeleireiro, que também falou do medo de pegar alguma doença transmitida pelos mosquitos, como a dengue.

O cabeleireiro disse que é importante denunciar esse tipo de situação. “O pessoal fala, mas ninguém reclama. O certo era todo mundo mandar o motorista parar, chamar a viatura e chamar a BHTrans porque isso é muito errado. Você vai pagar passagem cara pra entrar num ônibus infestado de pernilongos?”, questiona.

A vendedora Roseli Alves Lisboa também reclama da presença de pernilongos em outra linha do Move que atende a Região de Venda Nova, a 64 (Estação Venda Nova/Assembleia via Carlos Luz). “Infestado de pernilongos e já vi até baratinhas no ônibus. É um absurdo isso. Você vai matando aquilo e sai com a mão cheia de sangue. Não sabemos que pernilongo é, se é da chikungunya”, afirma Roseli. 

Uma internauta também procurou a reportagem com outro vídeo mostrando pernilongos na linha 62. “É um absurdo o que está acontecendo dentro dos ônibus do Move. Uma amiga gravou estes dois vídeos. Veja com os próprios olhos. É a linha 62 via hospitalar Estação Venda Nova”, disse pelo WhatsApp do Estado de Minas (99918-4155). As imagens, gravadas na terça-feira, também mostram muitos pernilongos na janela do coletivo, que passava pela Avenida Vilarinho.



Em uma busca no Twitter, é possível encontrar passageiros reclamando de pernilongos em coletivos de outras linhas. Veja algumas postagens:




Por meio de sua assessoria de imprensa, a BHTrans informou que em caso de falta de conservação e limpeza nos ônibus, o consórcio responsável é multado com base no regulamento da prestação do Serviço de Transporte por Ônibus de Belo Horizonte. O valor desse tipo de autuação é R$ 98,06.

Passageiro tenta matar pernilongos em um ônibus da linha 62, na Região de Venda Nova(foto: José Miguel da Silva/Divulgação)
Passageiro tenta matar pernilongos em um ônibus da linha 62, na Região de Venda Nova (foto: José Miguel da Silva/Divulgação)
No entanto, não há uma punição específica para o caso da infestação de pernilongos. “O caso de pernilongos, não é necessariamente uma questão de limpeza, mas é fundamental o usuários registrar um reclamação para que a BHTrans adverta a empresa responsável sobre a incidência de pernilongos na linha”, explica a assessoria, dizendo que as denúncias devem ser feitas pelo telefone 156 ou diretamente no portal da BHTrans. As fiscalizações são direcionadas com base nas denúncias.

"O certo era todo mundo mandar o motorista parar, chamar a viatura e chamar a BHTrans porque isso é muito errado. Você vai pagar passagem cara pra entrar num ônibus infestado de pernilongos?"

José Miguel da Silva, cabeleireiro


Questionada sobre se o motorista pode seguir viagem mesmo com a presença dos insetos, a BHTrans diz que “as janelas devem ser abertas, para que parte dos pernilongos saiam”. Ainda segundo a assessoria da empresa de trânsito, é preciso atuar no local de concentração dos pernilongos, que são as garagens.

O em.com.br também entrou em contato com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra BH) e aguarda resposta.

GRANDE BH O problema dos pernilongos nos coletivos não está apenas em Belo Horizonte. A assistente de vendas Carla Cristina da Silva Santos mora em Santa Luzia, na região metropolitana, e disse sofrer com os insetos diariamente. Ela enviou ao em.com.br uma foto dos insetos que matou no vidro do ônibus e também da reclamação que fez à empresa de tranporte coletivo da cidade.

Moradora de Santa Luzia denuncia presença de pernilongos em linha do Move Metropolitano(foto: Carla Cristina da Silva Santos/Divulgação Reprodução internet/WhatsApp)
Moradora de Santa Luzia denuncia presença de pernilongos em linha do Move Metropolitano (foto: Carla Cristina da Silva Santos/Divulgação Reprodução internet/WhatsApp)


“A primeira foi dia 21, porque estava infestado. A outra foi ontem. Eles falam que todos os ônibus são dedetizados. Se for lá de manhã vocês vão ver com as pessoas, é impossível. A gente fica com medo de focos de dengue”, explica Carla. As imagens foram feitas em veículos da linha 411 (Terminal São Benedito/Belo Horizonte via Antônio Carlos), do Move Metropolitano.

Por meio de nota, a empresa Rodap, responsável pelos veículos, informou que faz limpeza diariamente nos veículos “para garantir o conforto dos usuários e a dedetização é feita periodicamente, de modo a evitar a proliferação de pernilongos e outros insetos”. “Verificaremos as ocorrências citadas e tomaremos as medidas necessárias caso sejam confirmadas”, completou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade