Publicidade

Estado de Minas CAMPANHA

Vacinas que faltam na caderneta podem ser regularizadas até dia 22

Crianças até 5 anos e jovens até os 14 anos podem ir aos postos de saúde em Belo Horizonte para tomar as vacinas atrasadas e ficar em dia com a vacinação


postado em 16/09/2017 12:04 / atualizado em 16/09/2017 12:36

Agentes de Saúde conferem as cadernetas de vacinação de pacientes no Posto de Saúde Paraíso(foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press)
Agentes de Saúde conferem as cadernetas de vacinação de pacientes no Posto de Saúde Paraíso (foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press)

Sem enfrentar filas ou burocracia demasiada, crianças até 5 anos e adolescentes entre 9 e 14 anos podem conferir suas cadernetas de vacinação e complementar as doses faltantes para ficar em dia com sua imunização. Até o dia 22 deste mês o Ministério da Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte fazem campanha para regularizar a caderneta de vacinação no chamado Dia D da Multivacinação.


Com as duas filhas, Pamela e Emanuele segurando suas mãos, a empresária Adriana Sales, de 46 anos, aproveitou a manhã deste sábado (16) para conferir a situação de cobertura vacinal das meninas no Posto de Saúde do Bairro Paraíso, na Região leste de BH, bairro onde mora a família. "É muito importante estar em dia com todas as vacinas, porque isso é saúde. A gente prefere não ter as doenças do que depois ter de tratar, né. É muito melhor prevenir", disse a empresária.

A adolescente Pamela Sales, de 12 anos, recebe vacina contra meningite que estava faltando(foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press)
A adolescente Pamela Sales, de 12 anos, recebe vacina contra meningite que estava faltando (foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press)

O atendimento foi muito rápido. Logo na recepção e sala de espera uma mesa com quatro agentes recebe as cadernetas e confere as doses condizentes com a idade dos pacientes. Emanuele, de 8, estava em dia e não precisou de nenhuma dose. Já a mais velha, Pamela, de 12, teve de receber uma dose contra a meningite e outra contra o vírus da gripe. "A gente fica numa correria muito grande e às vezes esquece ou não tem tempo. Ter essa abertura para poder ficar regular é muito bom", afirma Adriana.

Segundo a gerente do posto de saúde, Andreia Maria Ribeiro Alonso, a importância de se manter a caderneta vacinal atualizada é garantir a cobertura imunológica das pessoas. "O movimento está muito tranquilo, o que mostra que temos tido uma boa cobertura na região. Quem estiver precisando de vir pode vir até o posto mais próximo sem se esquecer de levar a caderneta de vacinação. Além disso, nos jovens até 26 anos também estamos aplicando a vacina contra HPV", disse a gerente do posto. "Mutas vezes as pessoas esquecem de tomar um reforço, porque as vacinas têm uma sequência necessária para que possam prevenir. Então essa é uma oportunidade muito prática", disse.

Naquele posto, em específico, um grupo de saúde bucal aproveita a oportunidade para distribuir kits de higiene e orientar sbre os procedimentos para a saúde oral.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade