Publicidade

Estado de Minas

Sargento da Rotam que atirou em cabo da PM vai responder o crime em liberdade

O militar ferido segue internado no Hospital de Pronto-Socorro Risoleta Neves, em Venda Nova. Ele não corre o risco de morrer


postado em 09/09/2017 10:23

O sargento do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitana (Rotam) que baleou um capo da Academia da Polícia Militar durante uma briga de trânsito, foi liberado. De acordo com o major Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da corporação, o policial vai responder em liberdade por causa dos fatos. O militar ferido segue internado no Hospital de Pronto-Socorro Risoleta Neves, em Venda Nova. Ele não corre o risco de morrer.

O militar que atirou no colega vai responder em liberdade. “Foi liberado e continua à disposição da Justiça, mas agora em liberdade. A autoridade entendeu que não havia motivos para mantê-lo detido e a corregedoria agora acompanha o fato através de apuração e inquérito policial militar”, afirmou o major.

O desentendimento aconteceu no início da noite de sexta-feira na Rua Edgar Torres, próximo ao número 615, no Bairro Minas Caixa. “O sargento estava em uma venda para comprar alguns produtos. Enquanto fazia compras, o dono do estabelecimento o alertou que um veículo tinha batido no dele. Neste momento, o militar saiu e foi ver o que estava acontecendo”, explicou o major Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da PM.

Ao chegar no lado de fora, segundo o major, o sargento viu um outro veículo em movimento e abordou o motorista. “Neste momento, há um desentendimento entre os dois. O cabo desceu do carro e os dois discutiram. Em seguida, ele retorna para o veículo e tira uma arma. O sargento efetua dois disparos em defesa da vida dele”, comenta Santiago.

O cabo foi atingido no ombro. Depois dos disparos, ainda de acordo com o chefe da sala de imprensa da PM, os dois se apresentaram como militar. Diante disso, o sargento acionou o 190 e viaturas da região socorreram o policial ferido para o Hospital de Pronto-Socorro Risoleta Neves, que fica na região de Venda Nova. Nesta manhã, a assessoria de imprensa da unidade de saúde afirmou que o cabo não corre risco de morrer. O estado de saúde dele é estável.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade