Publicidade

Estado de Minas

Servidores estaduais da saúde anunciam paralisação setorial a partir do mês que vem

Em assembleia realizada nesta quinta-feira, funcionários decidiram suspender serviços em diversos órgãos da saúde para protestar


postado em 17/05/2012 16:36 / atualizado em 17/05/2012 17:47

Após assembleia realizada na tarde desta quinta-feira, os servidores estaduais da Saúde decidiram que serão feitas paralisações setoriais a partir do próximo dia 4. A cada dia, um órgão terá os trabalhos interrompidos. De acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde), uma greve geral está marcada para o dia 14 de junho.

Ainda conforme o Sind-Saúde, funcionários da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) serão os primeiros a interromper os serviços no dia 4 de junho. Será criado, pelo sindicato, um comando de greve que irá definir a ordem das instituições que terão os trabalhos suspensos durante a paralisação setorial.

Além dos servidores da Fhemig, aderiam à paralisação alguns técnicos em enfermagem, auxiliares, funcionários do administrativo, entre outras funções da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG), Escola de Saúde Pública (ESP), Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (Hemominas), Fundação Ezequiel Dias (Funed), Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

O sindicato informou também que irá enviar um documento cobrando uma posição do governo estadual na próxima segunda-feira.

Os servidores reivindicam melhoria nos salários, pagamento de direitos trabalhistas como vale-transporte, adicional noturno, horas extras e adicional de urgência e emergência, revisão do plano de carreira, revisão das jornadas e condições de trabalho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade