Publicidade

Estado de Minas MERCADO

Falconi abre programa de estágio exclusivo para pessoas negras

Inscrições estão abertas para estudantes matriculados em um curso de graduação de qualquer área de conhecimento


30/04/2021 12:49 - atualizado 30/04/2021 12:49

Programa de estágio destinado exclusivamente para pessoas autodeclaradas negras (pardas e pretas)(foto: TréVoy Kelly/Pixabay )
Programa de estágio destinado exclusivamente para pessoas autodeclaradas negras (pardas e pretas) (foto: TréVoy Kelly/Pixabay )
A Falconi, consultoria para geração de valor por meio de soluções em gente e gestão com tecnologia, lançou recentemente, o Jovem Falconi Diversa, programa de estágio destinado exclusivamente para pessoas autodeclaradas negras (pardas e pretas).

As inscrições estão abertas para estudantes matriculados em um curso de graduação de qualquer área de conhecimento, com previsão de formação de junho de 2022 a julho de 2023 e que residam na Grande São Paulo. Neste primeiro momento, as vagas serão destinadas para o regime de trabalho remoto e passarão a ser híbridas com sede de trabalho na cidade de São Paulo. Informações podem ser obtidas neste site.

O processo seletivo de estágio tem vídeo entrevista, testes de lógica, fitcultural, inglês (não eliminatório) e entrevista final on-line.Entre os benefícios oferecidos estão: bolsa-auxílio/remuneração, bolsa de estágio adicional no primeiro mês, incentivo para estudo da língua inglesa, plano de saúde e odontológico integral, vale-refeição, vale-transporte, seguro de vida, convênio com academias em todo o país e mentoria com acompanhamento mensal de consultores experientes. Após o ingresso, os selecionados serão integrados aos estagiários selecionados na última edição do programa de estágio e trainee Jovem Falconi e seguirão a mesma trajetória na empresa.


Metodologia


O Jovem Falconi Diversa conta com a mesma metodologia utilizada no programa de estágio e trainee Jovem Falconi, que é inspirada em processos de seleção como o da Vetor Brasil. Conhecido como "delta", o método considera elementos não só da formação, mas do ambiente de origem do candidato e é reconhecido como um instrumento de conhecimento e criação de oportunidades para garantir maior inclusão - independente de aparência, raça, cor, gênero, etnia, religião, orientação sexual ou critério socioeconômico.

O método inclui no processo seletivo questões para conhecimento do nível socioeconômico dos candidatos com o objetivo de mapear e contemplar em todo o processo as mais diversas realidades dos concorrentes. As respostas não resultam em aprovação ou reprovação e são tratadas com confidencialidade e em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dados.


Processos de diversidade nas companhias


Desenvolvido em referência com processos inclusivos elaborados por marcas como Ben Jerry´s e Ambev, a iniciativa chega à primeira edição em caráter piloto para São Paulo e integra uma série de ações que visam promover a diversidade dentro da empresa e contribuir para o combate à desigualdade racial na Falconi e no mercado de trabalho.

"Como empresa entendemos que aumentar a representatividade de pessoas negras no mercado de trabalho formal é nossa responsabilidade. Temos consciência que essa ação é somente uma pequena parte da jornada que temos que cumprir como entidade e, por isso, consideramos esse um passo importante para mudar a realidade da diversidade dentro de casa", afirma Rafael Santos, membro do Comitê de Diversidade e gerente de produtos da Falconi.

Em um movimento de aproximação de outras empresas que também têm criado medidas inclusivas, companhias com valores semelhantes se unem e aprendem umas com as outras maneiras de realmente fazer a diferença. "É um grande prazer tecer com a Falconi essa rede de possibilidades para pessoas que estiveram durante anos só assistindo "o baile" acontecer. Saber que toda jornada que pensamos juntos, não só convidará essas pessoas para "a festa", mas as tirarão para dançar, me faz viver meu propósito de vida" afirma Daniele Jesus, líder de cultura, diversidade e inclusão na Ben & Jerry's.

Concordando com a necessidade da propagação de ações que incluam diversos setores da sociedade no mercado, Victor Larguesa, analista sênior de diversidade e inclusão da Ambev, também reforça que "as empresas precisam assumir a sua responsabilidade na construção de um mundo melhor. Não iremos andar com a pauta da diversidade se não falarmos de respeito, pertencimento e intersseccionalidade."

Para saber mais sobre a Falconi, clique aqui.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade