UAI
Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Diesel acima da gasolina espanta dono de posto em Varginha: 'Fato inédito'

Segundo Leandro Motteran, é a primeira vez que isso acontece desde quando iniciou a atividade no setor, em 2003. Diesel custa R$ 7,79, R$ 0,10 acima da gasolina


23/06/2022 12:00 - atualizado 23/06/2022 10:50

Consumidores do Sul de Minas sentem a alta dos combustíveis
Consumidores do Sul de Minas sentem a alta dos combustíveis (foto: Redes Sociais)
Os preços dos combustíveis vêm sendo assunto na mídia após vários reajustes pela Petrobras. Em Varginha, no Sul de Minas, o dono de um posto divulgou uma foto depois que o valor do diesel ultrapassou o da gasolina.

O empresário Leandro Motteran publicou uma imagem nesta semana mostrando os preços de seu estabelecimento. No pagamento à vista, a gasolina sai para o consumidor a R$ 7,69. Já o diesel está R$ 0,10 mais caro, a R$ 7,79.


“Não gostamos muito de divulgar preços, mas o momento chama atenção para um fato: o diesel está mais caro que a gasolina. É a primeira vez que isso acontece desde que entramos no setor, em 2003. E pelo que andei pesquisando, é um fato inédito em nosso mercado”, frisou Motteran.

Um dos seguidores do empresário na rede social comentou em tom de ironia ao governo de Jair Bolsonaro. “Esse é o Brasil do presidente de vocês”.

Diesel em posto de Varginha chegou a R$ 7,79
Diesel em posto de Varginha chegou a R$ 7,79 (foto: Redes Sociais)


Produtores rurais


O posto fica no Bairro São Geraldo e dá acesso à MG-167, sentido Três Pontas. Uma rota muito utilizada por produtores rurais, principalmente no ramo da cafeicultura.

“O que vemos são consumidores revoltados. Principalmente fazendeiros, que recebemos muitos aqui no posto. Além de motoristas de vans, no transporte escolar. Muitos têm falado em parar de trabalhar no ramo, já que não conseguem repassar esse aumento. Já outros entendem que é o momento que estamos enfrentando”, explica Leandro Motteran.


O produtor rural Flávio Basílio produz morangos em uma propriedade entre Varginha e Três Pontas. Segundo ele, as entregas fracionadas foram suspensas em razão da alta dos combustíveis.

“Eu estou utilizando um carro a álcool. As entregas fracionadas foram suspensas e foram modificadas em função dessa alta dos combustíveis. E o problema é que isso reflete também no preço dos insumos, que também subiu muito”.

Reajuste da Petrobras


Na sexta-feira (17), a Petrobras reajustou o valor da gasolina em 5,18% e do diesel em 14,26% nas refinarias. Com isso, o preço do litro do derivado do petróleo aplicado em carros de passeio subiu de R$ 3,86 para R$ 4,06, enquanto o combustível utilizado principalmente em ônibus e caminhões passou de R$ 4,91 para R$ 5,61.


Desde o início do governo Bolsonaro, em janeiro de 2019, os combustíveis em Minas dispararam bastante acima da inflação acumulada de 25,73% até maio de 2022. As variações vão de 61,8% a mais de 98%, conforme levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) de 12 a 18 de junho.

  • Etanol: R$ 2,96 a R$ 5,002 - 68,98%

  • Gasolina comum: R$ 4,555 a R$ 7,46 - 63,77%

  • Óleo diesel: R$ 3,451 a R$ 6,859 - 98,75%

  • Óleo diesel S10: R$ 3,567 a R$ 6,97 - 95,48%

  • Gás natural veicular (GNV) : R$ 3,406 a R$ 5,514 - 61,89%

  • Gás de cozinha (GLP) : R$ 70,39 a R$ 116,11 - 64,95%


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade