UAI
Publicidade

Estado de Minas MUITOS ACESSOS

BC suspende temporariamente consulta de valores 'esquecidos' em bancos

Na manhã desta terça-feira, o site apresentou instabilidade em função do grande volume de acessos ao sistema


25/01/2022 15:23 - atualizado 25/01/2022 15:39

Fachada do Banco Central
BC estima que há R$ 8 bilhões 'esquecidos' em instituições financeiras (foto: Leonardo Sá/Senado Federal)
O Banco Central decidiu suspender temporariamente o acesso ao Sistema de Informações de Valores a Receber (SVR). O serviço foi lançado nessa segunda-feira (24/1) e permite a consulta de possíveis valores ‘esquecidos’ em contas de banco. O site do banco apresentou instabilidades na manhã desta terça-feira (25/1) em função do grande volume de acessos ao sistema.

 

Segundo o BC, a decisão foi tomada para estabilizar a página do sistema, do Banco Central, do Registrato e do site “Minha Vida Financeira”.

“Estamos trabalhando para que o funcionamento dos sites seja normalizado o mais breve possível e também para o retorno do SVR. Manteremos o público informado quanto a esses desenvolvimentos e pedimos desculpas pelo transtorno”, disse o órgão, em nota.

O sistema possibilita a consulta de possíveis valores 'esquecidos' em contas bancárias encerradas, parcelas de empréstimos ou recursos não procurados de grupos de consórcio, por exemplo.

De acordo com o BC, um levantamento de junho de 2021 apontou que os clientes tinham cerca de R$ 8 bilhões a receber dos bancos.

Nesta primeira fase do serviço, são cerca de R$ 3,9 bilhões de valores a serem devolvidos de contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível; tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo Banco Central.
 
*Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade