UAI
Publicidade

Estado de Minas RECUPERAÇÃO

Produção industrial de Minas cresce 0,8% em novembro, diz IBGE

Setor de serviços e comércio varejista também apresentaram variação positiva no mesmo período


14/01/2022 15:36 - atualizado 14/01/2022 15:54

Fiat, em Betim
Indústria apresentou resultado positivo em Minas depois de cinco meses (foto: Leo Lira/Divulgação FCA)
 
Após cinco meses de resultados negativos, a produção industrial de Minas Gerais apresentou em novembro de 2021 um crescimento de 0,8% no comparativo com outubro, na série com ajuste sazonal. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (14/1), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
A última vez que o estado apresentou variação positiva foi em maio do ano passado (avanço de 4,9%). Outro resultado satisfatório no ano passado ocorreu em março, quando a atividade teve avanço de 1,4%. 

A perspectiva para dezembro é de novo crescimento, diante da gradual recuperação econômica do setor. No acumulado do ano, Minas aparece com alta de 10,9%, ficando atrás apenas de Santa Catarina (12,4%) e Rio Grande do Sul (11,2%).

Enquanto isso, a indústria brasileira mostrou variação de -0,2% no mesmo período de comparação. Somente em maio do ano passado, o setor nacional teve avanço, de 1,3%, frente a abril. 

Entre os estados pesquisados, oito mostraram taxas negativas: Amazonas (-3,5%), Ceará (-2,5%) e Rio de Janeiro (-2,2%) tiveram as quedas mais elevadas. Bahia (-1,7%), Espírito Santo (-0,9%), Paraná (-0,7%) e Pernambuco (-0,3%) completaram o conjunto de locais com resultados negativos em novembro de 2021. 

Por outro lado, o estado de Mato Grosso (14,6%) foi o que apresentou a maior variação positiva, beneficiado pelo setor de alimentos. Santa Catarina (5,0%) e Pará (3,5%) apontaram as expansões mais elevadas nesse mês. 

Responsável por cerca de 34% da produção industrial do país, São Paulo apresentou avanço de 1% em relação a outubro. Segundo o IBGE, o resultado se deve ao bom desempenho do setor de veículos, que tem peso de 16,1% dentro da indústria paulista. 

 
Serviços e comércio 


O setor de serviços em Minas Gerais também apresentou um avanço de 0,2% frente a outubro, na série com ajuste sazonal. O resultado é explicado pelo crescimento de 2,3% na atividade turística. Enquanto isso, o Brasil também mostrou um avanço de 2,4%. 

O comércio foi outra atividade que demonstra recuperação no estado. Na passagem de outubro para novembro de 2021, na série com ajuste sazonal, o volume de vendas do comércio varejista em Minas Gerais apresentou avanço de 1,1%. A taxa média nacional de vendas do varejo avançou 0,6% com predomínio de resultados negativos em 14 das 27 unidades da federação. 





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade