UAI
Publicidade

Estado de Minas TRABALHO

Mercado de trabalho: Betim convoca pessoas com deficiência

Programa oferece formação para pessoas com deficiência e as encaminha ao mercado de trabalho; atual período têm aumento de vagas


18/11/2021 11:30 - atualizado 18/11/2021 11:34

Natália, 30 anos, tem síndrome de down e teve o primeiro emprego com carteira assinada por intermédio do Programa em Betim
Natália, 30 anos, tem síndrome de down e teve o primeiro emprego com carteira assinada por intermédio do Programa em Betim (foto: Edson Dutra/Divulgação)
Visando o aumento das vagas temporárias de final de ano, a Superintendência de Trabalho, Emprego e Renda (Seter) de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), convoca as pessoas com deficiência (PCDs), que estejam em busca de uma colocação - ou recolocação - para se cadastrarem na plataforma e, dessa forma, concorrerem às vagas de emprego disponíveis. 

Há um programa voltado às pessoas com deficiência que ao longo de dois anos existência já recolocou no mercado 1.700 pessoas desse grupo. A expectativa da Seter é aproveitar o período festivo do fim do ano, em que normalmente há um aumento significativo nas contratações, para encaminhar outras PCDs para postos de trabalho. 

Segundo o superintendente de Emprego, Trabalho e Renda, Antônio Carlos de Matos Rocha, houve um aumento de 70% das vagas nos últimos 40 dias. “Pra se ter uma ideia, recentemente uma empresa nos solicitou 40 PCDs e tivemos dificuldades em preencher os cargos”, pontua Antônio Carlos sobre a necessidade de realizar os cadastros. 

Os interessados que buscam um primeiro emprego ou uma recolocação, devem acessar este link do Programa e preencher um formulário com dados pessoais e informações profissionais. Diferentemente do cadastro geral, no qual o candidato precisa se inscrever para cada vaga de seu interesse, o das pessoas com deficiência permanece no banco de dados da Seter, que faz permanentemente o intermédio entre o trabalhador e as empresas. 

Com isso, sempre que o perfil do inscrito se alinhar com os requisitos da vaga disponível, a superintendência encaminha as informações do mesmo para o contratante. Assim, o mesmo candidato pode participar da seleção para várias oportunidades simultaneamente, o que amplia as possibilidades de efetivação.

Cadastro do trabalhador deve estar atualizado


O programa oferece formação ao trabalhador e vários cursos para, em alguns casos, readaptação como forma de prepará-los ao mercado.

“Uma de nossas prioridades é garantir a inclusão de todos os cidadãos no mercado de trabalho. Em primeiro lugar, porque isso propicia dignidade para a vida das pessoas. É uma renda mensal que promove mais independência, mas não apenas isso. É a possibilidade de ampliar o círculo social e de ter uma rotina com novos desafios constantemente. Além disso, essa política pública se alinha com o propósito do Ministério do Trabalho que, além de buscar esse objetivo da inclusão, exige legalmente que as empresas ofereçam uma cota mínima de suas vagas para as PCDs", explica o superitendente Antônio Carlos.

"Nós identificamos que muitas empresas que estão em Betim tinham dificuldades de encontrar trabalhadores com deficiência para suprir cargos que estavam disponíveis para eles. Algumas chegaram a buscar agências para recrutar esses profissionais e, muitas vezes, os contratados não eram moradores da cidade. Com a criação do programa, conseguimos facilitar esse processo para as corporações e, ao mesmo tempo, privilegiar os trabalhadores com necessidades especiais da cidade”, ressalta Antônio Carlos. 

A Seter pede para que o profissional mantenha seu cadastro atualizado e que fique sempre atento ao telefone para receber possíveis retornos das empresas interessadas em entrevista e contratação. “Se o trabalhador não tiver acesso à internet, pode comparecer à Seter para preencher ou atualizar seu formulário. Pedimos essa atenção com as atualizações para que possamos sempre ampliar as possibilidades dos candidatos".

A Seter fica na rua Tito Pedrosa, 55, Bairro Angola, em Betim. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3531-1268.

Leia mais: Pessoas com deficiência recebem suporte - da qualificação a contratação


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade