Publicidade

Estado de Minas NORTE DE MINAS

Montes Claros vai ganhar megadistrito rodoferroviário industrial

Com investimento de R$ 750 milhões, projeto tem início de implantação previsto para março de 2021


24/11/2020 18:26 - atualizado 24/11/2020 18:43

Empreendimento vai gerar 900 empregos na cidade(foto: Fábio Marçal/Divulgação)
Empreendimento vai gerar 900 empregos na cidade (foto: Fábio Marçal/Divulgação)
 
Será instalado em Montes Claros, no Norte de  Minas, um megadistrito rodoferroviário industrial, com a previsão de investimentos da ordem de R$ 750 milhões e a perspectiva de gerar 900 empregos. A empresa responsável pelo empreendimento, a Confiança Incorporações, assinou um acordo com a Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). 
 
Com o investimento, Montes Claros contará com um empreendimento logístico imobiliário com terminal intermodal. Ou seja, com escoamento facilitado de mercadorias, tanto por rodovias quanto por ferrovias. A expectativa é que o empreendimento venha ampliar significativamente o potencial de atração de empresas na região.
 
De acordo com o termo assinado, o projeto tem início de implantação previsto para março de 2021. O início das operações deverá ocorrer em novembro do  ano que vem. 

De acordo com o  presidente da Confiança, Jarbas Soares, o complexo possui 3.745 metros quadrados e terá capacidade para receber mais de 100 empreendimentos de diferentes áreas. Segundo ele, a primeira empresa já está em fase de instalação: uma usina fotovoltaica do grupo Fortleve, com previsão de ser inaugurada em fevereiro de 2021. 

“É com muita satisfação que anunciamos mais esse investimento no Norte de Minas. Nossa gestão está focada em diversificar a economia, fazer do Estado um lugar atraente para quem quer gerar empregos e transformar Minas Gerais, cada vez mais, em um grande hub logístico”, destacou o  o governador Romeu Zema.

O empresário Jarbas Soares lembrou que Montes Claros é o segundo maior entroncamento rodoviário do Brasil. Ele destacou a possibilidade de escoamento de mercadorias para cidades de todo o país e para o mundo, pelo Porto de Vitória, no Espírito Santo. Além do acesso facilitado - no modal ferroviário -, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, vai conectar a divisa de Minas com a Bahia e já estão com as obras em curso.
 
O novo empreendimento terminal intermodal contará com acesso a algumas das principais rodovias nacionais que cortam a cidade-polo do Norte de Minas: a BR 135 (ligação com Belo Horizonte), BR-251, ligação com a Rio-Bahia (BR 116) e usada por veículos que fazem o transporte de cargas do Centro/Sul para o Nordeste e a BR 365, ligação com o Triângulo Mineiro e São Paulo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade