Publicidade

Estado de Minas 'DOR DE CABEÇA'

'Prejuízo foi pequeno', diz Pedro Guimarães sobre fraudes no auxílio emergencial

Presidente da Caixa admitiu que, por outro lado, problema gerou grande dor de cabeça para a população mais carente


23/07/2020 17:32 - atualizado 23/07/2020 18:14

Presidente da Caixa admitiu que fraudes geraram 'grande dor de cabeça' e 'prejudicaram' população mais carente(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Presidente da Caixa admitiu que fraudes geraram 'grande dor de cabeça' e 'prejudicaram' população mais carente (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que, apesar do grande número de contas suspeitas de fraude, os desvios que realmente atingiram o auxílio emergencial foram pequenos. Isso foi possível, segundo ele, justamente porque a Caixa bloqueou essas contas.

"Do ponto de vista de fraude efetiva, é muito pequeno. A parcela é muito pequena. Antes de pagarmos, quando percebermos a fraude, bloqueamos a conta", afirmou Guimarães nesta quinta-feira (23/7). Ele assegurou que "não houve nessas contas perda para o erário".

Ele admitiu, contudo, que isso acabou gerando uma "grande dor de cabeça" e uma "penalização da parcela mais carente da população". Com o bloqueio das contas, "nem os fraudadores receberem, nem quem poderia receber conseguiu sacar". "Ao evitar fraudes, bloqueamos as contas agora e temos que revalidar. Acreditamos que faremos rápido, mas gera algum desconforto", comentou.

Por conta disso, a Caixa publicou, nesta quinta-feira (23/7), no Caixa Tem orientações para que os brasileiros que tiveram as contas bloqueadas possam recuperar os recursos. Segundo o banco, 1,3 milhão de contas foram bloqueadas. Porém, 51% delas são suspeitas de fraudes e só podem ser desbloqueadas nas agências, mediante calendário. As outras 49% só têm problemas cadastrais, que podem ser resolvidos pelo próprio Caixa Tem.

Guimarães ainda destacou que, paralelamente a isso, a Caixa está trabalhando junto com a Polícia Federal para identificar e punir os hackers que invadiram as contas do Caixa Tem para desviar os R$ 600 dos brasileiros de baixa renda. "As investigações estão bem adiantadas. Nós vamos sim combater", garantiu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade