Publicidade

Estado de Minas CRISE

Venda de cachaça deve cair 21,7% em 2020 com coronavírus

Pesquisa usada pelo Instituto Brasileiro da Cachaça aponta queda no consumo da bebida principalmente por causa do fechamento de bares e restaurantes


postado em 02/07/2020 15:39 / atualizado em 02/07/2020 16:51

(foto: Apacs/Divulgação)
(foto: Apacs/Divulgação)
A crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus pode derrubar as vendas de cachaça no Brasil em 21,7% este ano. Essa é a expectativa do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), com base em estudo do provedor de pesquisas de mercado Euromonitor Internacional. Antes da COVID-19, a previsão para o mercado em 2020 era de alta de 1,5%.

 

Uma das principais razões para a revisão para baixo no consumo da bebida destilada é o fechamento de bares e restaurantes por causa das medidas de isolamento social. Segundo o Ibrac, esses são os principais canais de distribuição da aguardente, já que representam 70% das vendas.
 
O índice geral leva em consideração a venda nesses estabelecimentos, mas também nos supermercados. De acordo com os responsáveis pelo levantamento, o cenário pode ser ainda pior, dependendo da duração da quarentena e do aumento do desemprego. 
 
A projeção preocupa o diretor executivo do Ibrac, Carlos Lima, já que a maioria das empresas do setor é de micro, pequeno ou médio porte. Segundo o dirigente, os fabricantes já enfrentavam dificuldades desde 2016, quando houve um aumento no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). 
 
“O crescimento previsto [de 1,5%] já era ínfimo para um setor que gera cerca de 600 mil empregos diretos e indiretos”, diz Lima. “O trabalho conjunto do setor privado e do governo será de suma importância para assegurar a sustentabilidade do setor, e de toda sua cadeia de valor, no cenário pós-COVID”, sugere. 
 
De acordo com o Ibrac, a cachaça tem 7% do mercado de bebidas alcoólicas no país, e fica atrás apenas da cerveja, que tem 87%. A entidade aponta que existem hoje 1.397 estabelecimentos produtores da bebida, espalhados em 835 municípios, registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). 
 
*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade