Publicidade

Estado de Minas UNIÃO

Embaré firma contrato de arrendamento com a Quatrelati em Minas

Tradicional empresa de laticínios espera ampliar sua produção e começará a atuar na fábrica em Patrocínio


postado em 30/06/2020 16:21 / atualizado em 30/06/2020 16:52

(foto: Empresa espera que a capacidade de processamento diária de leite aumente cerca de 16%, atingindo a casa dos 2,8 milhões de litros/dia)
(foto: Empresa espera que a capacidade de processamento diária de leite aumente cerca de 16%, atingindo a casa dos 2,8 milhões de litros/dia)
Tradicional fabricante de laticínios do Brasil, a Embaré vai assumir a produção da fábrica da Quatrelati em Patrocínio, no Alto Paranaíba. A empresa assinou recentemente um contrato de arrendamento com a própria Quatrelati para produzir os produtos da marca Camponesa. O acordo será submetido ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), autarquia do governo federal que regulamenta o mercado econômico.
 
Fundada há 85 anos, a Embaré conta com fábricas em Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte, na região Centro-Oeste de Minas. Juntas, elas somam aproximadamente 40 mil m² de área e contam com nove laboratórios próprios. Em seu último balanço financeiro, a empresa apresentou faturamento de R$ 1,38 bilhão em 2019, e hoje tem capacidade de processamento de 2,4 milhões de litros de leite. 

Já a Quatrelati foi construída pelo Grupo de Laticínios Três Marias, que atua há 30 anos no mercado. A estrutura de 10 mil m² tem capacidade para processar diariamente 400 mil litros de leite. Fabricante das categorias de leite em pó integral, desnatado e MPC 70, a empresa se especializou no atendimento a clientes industriais. 

A expectativa é de que as atividades da Emburé sejam iniciadas com a fabricação de leite em pó e ingredientes lácteos para indústria. A empresa prevê que a capacidade de processamento diária de leite aumente cerca de 16%, atingindo a casa dos 2,8 milhões de litros/dia. 

Segundo o diretor de Marketing da Embaré, Martim Ibrahim, a empresa iniciou um trabalho de fortalecimento de marca e de seu processo de inovação. “Estamos trabalhando em time multidisciplinar compostos por integrantes das áreas de vendas, produção, P&D, captação de leite e marketing para entender como evoluir os produtos, lançar novas versões e adaptá-lo de maneira mais rápida para atender um mercado sedento por novidades e que também almeja personalização”.
 

Atuação no mercado 


Segundo pesquisa feita pela Ipsos, especializada em estudos de mercado, a Camponesa está entre as duas marcas de leite em pó mais vendidas nos estados do Norte e Nordeste do Brasil. Já o Instituto AC Nielsen apontou que a empresa é uma das três marcas de leite em pó mais comercializadas no país. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade