Publicidade

Estado de Minas

Falta de combustíveis cancela voos no interior de Minas

Os aeroportos de de Montes Claros, no Norte de Minas e Uberlândia, no Triângulo Mineiro estão entre os impactados no estado


postado em 31/05/2018 06:00 / atualizado em 31/05/2018 07:49

No aeroporto de Montes Claros, foram cancelados dois voo nessa quarta-feira (foto: Solon Queiroz/Esp. EM )
No aeroporto de Montes Claros, foram cancelados dois voo nessa quarta-feira (foto: Solon Queiroz/Esp. EM )

A greve dos caminhoneiros ainda provoca o desabastecimento em aeroportos, resultando em atrasos e cancelamentos de voos.  Nessa quarta-feira, quando a paralisação chegou ao 10º dia, a Infraero informou que dos 54 aeroportos administrados pela empresa, nove em cidades no interior do país sofrem com a falta de combustível, sendo dois deles em Minas Gerais: de Montes Claros, no Norte de Minas; e Uberlândia, no Triângulo Mineiro.


No aeroporto de Montes Claros,  foram cancelados dois voos da empresa Azul, que partiriam para o Aeroporto de Confins, o primeiro às 9h50m, e outro às 19h05. Da mesma forma, houve o cancelamento da decolagem de dois voos de Confins em direção à cidade do Norte de Minas, às 8h50m e às 18h, respectivamente. A companhia informou que os cancelamentos foram motivados pela falta de combustíveis.


De acordo com a Infraero, de 13 voos com decolagens previstas do Aeroporto de Uberlândia, ontem, dois foram cancelados. A reportagem do Estado de Minas não conseguiu contato na administração do aeroporto da cidade do Triângulo para confirmar se o motivo da suspensão dos voos foi mesmo a falta de combustíveis.


Por meio de nota,  a Infraero informa que “os aeroportos estão abertos e têm condições de receber pousos e decolagens. Nos terminais em que o abastecimento está indisponível no momento, as aeronaves que chegarem só poderão decolar se tiverem combustível suficiente para a próxima etapa do voo”.  A Infraero solicita aos passageiros para procurarem as companhias previamente e consultarem sobre a situação dos voos. (LR)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade