Publicidade

Estado de Minas

Bovespa fecha o dia em alta, mas perde 3% na semana


postado em 08/02/2013 18:20

A melhora do humor externo, juntamente com a alta das ações da Vale, que na última hora do pregão migraram para o positivo, ajudou a Bovespa a encerrar a sessão desta sexta-feira no azul, interrompendo uma sequência de cinco quedas. Os papéis PN da Petrobras passaram por uma correção e também impulsionaram o movimento de alta. O pregão foi volátil e influenciado por questões técnicas, como a disputa entre comprados e vendidos diante do vencimento de índice futuro, marcado para a volta dos negócios locais, na próxima quarta-feira. O vencimento de opções sobre ações, no dia 18 de fevereiro, também estimulou os negócios.

O Ibovespa encerrou a sessão desta sexta-feira em alta de 0,21%, aos 58.497,83 pontos. Apesar do bom desempenho no dia, a Bovespa termina a semana com queda de 3,07%. No mês de fevereiro, o principal índice da Bolsa acumula perda de 2,11% e, no ano, contabiliza desvalorização de 4,03%.

Durante o pregão desta sexta, apesar de trocar de sinal algumas vezes, o índice oscilou pouco, dos 58.025 pontos (-0,60%), na mínima, aos 58.638 pontos (+0,46%), na máxima. É importante destacar que a Bolsa defendeu o importante suporte dos 58 mil pontos, que representa a média móvel de 200 dias. O giro financeiro somou R$ 7,134 bilhões.


As ações da Vale encerraram o dia em alta de 0,79% as ON e de 0,75% as PNA. Segundo operadores, alguns investidores já estão montando posição para o vencimento de opções sobre ações do dia 18, já que a próxima semana é mais curta. Também contam a favor da mineradora os indicadores positivos de comércio na China, principal cliente da companhia, divulgados mais cedo.

A opção é um contrato que confere ao portador o direito de compra ou venda de um ativo a um preço predeterminado. O vencimento de opções é a data de validade desses contratos. A partir do dia seguinte, o detentor da opção não pode mais exercê-la. Por isso, no dia de vencimento das opções e nos dias imediatamente anteriores, o movimento da Bolsa pode sofrer distorções, com os investidores atuando de forma tal que os preços das ações se aproximem daqueles valores que mais os favorecem quando a opção for exercida.

Os papéis ON e PN da Petrobras chegaram ao fim do dia em direções distintas. Enquanto as ações ON recuaram 0,62%, as PN subiram 1,37%. No setor, OGX ON avançou 1,32%.

Os bancos terminaram o pregão predominantemente em alta, liderados por Bradesco PN, que subiu 2,01%, seguido de Itaú Unibanco PN (+1,80%), units do Santander (+0,84%) e Banco do Brasil ON (+0,72%).


Publicidade