UAI
Publicidade

Estado de Minas

Renda mensal varia mais de 2.000% entre os bairros de BH

Dados do Censo revelam que famílias que moram em bairros nobres da capital mineira ganham 24 vezes a mais que as moradoras de bairros populares


postado em 16/11/2011 10:29 / atualizado em 16/11/2011 11:15

A desigualdade salarial entre domicílios de bairros de Belo Horizonte varia mais de 2.000%, de acordo com dados do Censo 2010 divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso significa que famílias que moram em bairros nobres da capital mineira ganham 24 vezes a mais que as moradoras de bairros populares. 

A pesquisa revela que em bairros da Região Centro-Sul de Belo Horizonte, a renda mensal média chega a R$ 15 mil por residência. Enquanto que a renda mensal de moradores de bairros populares não ultrapassa R$ 710. Os bairros com os maiores valores pesquisados foram: Belvedere (R$ 15 mil), Mangabeiras (13 mil), São Bento (12 mil) e Lourdes (9.500). Já os bairros com os menores valores em renda mensal foram: Distrito Industrial do Jatobá (R$613), Vila Batik( 665), Boa União 2ª seção (R$ 670), Vila Real 2ª Seção (R$ 710) e Vila da Luz (R$710).

Renda per capita

Dados do Censo 2010 também mostram que os 10% mais ricos no país têm renda média mensal 39 vezes maior que a dos 10% mais pobres. Ou seja, um brasileiro que está na faixa mais pobre da população teria que reunir tudo o que ganha (R$ 137,06) durante três anos e três meses para chegar à renda média mensal de um integrante do grupo mais rico (R$ 5.345,22).

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) os 10% mais pobres ganhavam apenas 1,1% do total de rendimentos. Já os 10% mais ricos ficaram com 44,5% do total. Outro recorte revela o rendimento médio no grupo do 1% mais rico: R$ 16.560,92. Os dados valem para a população de 101,8 milhões de brasileiros com 10 anos ou mais de idade e algum tipo de rendimento em 2010. A renda média mensal apurada foi de R$ 1.202. Levando-se em conta os habitantes de todas as idades, o IBGE calculou a renda média mensal per capita de R$ 668. O Censo indica, porém, que metade da população recebia até R$ 375 por mês, valor inferior ao salário mínimo oficial em 2010 (R$ 510). (Com Agência Estado)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade