UAI
Publicidade

Estado de Minas AUDIOVISUAL

Reality 'LOL: Se rir, já era' desafia humoristas a não rir de piadas

Versão brasileira do programa 'Last one laughing', que a Amazon Prime Video lança nesta sexta-feira (3/12), tem apresentação de Clarice Falcão e Tom Cavalcante


03/12/2021 04:00 - atualizado 03/12/2021 07:17

Clarice Falcão e Tom Cavalcante usam macacão marrom e luvas de látex vermelhas
Clarice Falcão e Tom Cavalcante em 'LOL: Se rir, já era', que foi gravado no Uruguai (foto: Amazon Prime Video/Divulgação)
Rir de si mesmo é, segundo muitos, o melhor remédio. Mas a recomendação é uma cilada para youtubers e comediantes que integram o elenco do reality “LOL: Se rir, já era”, que estreia nesta sexta-feira (3/12), na Amazon Prime Video. Trata-se da décima adaptação, com seis episódios, do programa “Last one laughing”, que já teve versões no México, Austrália, Alemanha, França, Itália, Espanha e Índia. 

“O programa chega ao Brasil trazendo inovação e fazendo um upgrade do humor nacional”, diz Tom Cavalcante, que, ao lado de Clarice Falcão, divide a função de apresentador. “O primeiro que vi, o japonês, me descontrolei sozinho rindo.” Ele acredita no efeito psicológico do programa. “Ao observar o cara que não quer rir, o riso explode no espectador."

Veterano do humor brasileiro, o cearense diz que a relação dele com os participantes foi de amor à primeira vista. “Houve uma interação perfeita, com química perfeita.” Flávia Reis, Bruna Louise, Estevam Nabote, Diogo Defante, Noemia Oliveira, Igor Guimarães, Nany People, Thiago Ventura, Marlei Cevada e Yuri Marçal têm o desafio de segurar o riso por por seis horas, tempo de confinamento em um estúdio onde, a todo momento, são provocados entre si com piadas e esquetes. 

O jogo não é brincadeira, como ficou claro nos três episódios liberados para os jornalistas que participaram da coletiva de imprensa, realizada de forma virtual, no início da semana.

 

Quarenta e seis câmeras marcam pesado os movimentos dos confinados. Não escapa das lentes nem o esboço de um riso, que pode mandar o candidato de volta pra casa. Quando as câmeras detectam a “infração”, Tom, que acompanha tudo em uma sala de comando, anuncia a eliminação, com direito à exibição da cena tira-teima.

O vencedor vai levar um prêmio de R$ 350 mil, a ser doado a uma instituição de caridade indicada por ele. 

Na tentativa de se manter até o final, cada participante faz sua performance bem-humorada. Nos primeiros episódios, o destaque é Flávia Reis, como a Dona da Van e a vagina; e Estevam Nabote, que não diz uma palavra para interpretar um cantor lírico.  Se o riso corre solto na audiência, para os confinados a situação é complicada. 

“Vivemos dias de tensão. Tensão de não poder rir”, afirma, bem-humorada, Bruna Louise. “Não poder rir provoca um cansaço extenuante”, acrescenta Tom. “As pessoas não têm ideia. Chegamos achando que íamos zoar como em nossos camarins de shows, que são uma bagunça. Mas era uma brincadeira séria”, comenta Marlei Cevada.  

“Travando para não rir, você tensiona a coluna, a musculatura”, afirma Nany People, que considerou o processo desafiador e classifica o projeto como grandioso. Elogiou ainda o fato de a proposta do programa estar focada no humor, gênero que, segundo ela, nunca tem grandes investimentos. 

Flávia Reis diz que participar do programa foi um momento muito especial para todos os integrantes. Com as gravações no Uruguai, o grupo ficou de quarentena por sete dias, trancado em um hotel. “Havia um sabor especial imaginar o que iria acontecer depois do tempo preso no quarto. Era uma competição, claro, mas havia a certeza de fazer uma coisa muito bacana, porque era a primeira versão do ‘LOL’ e erámos do elenco. Foi bem especial.” 

Sobre o programa, Tom diz que havia segredos que se desvendaram aos poucos. “Começava com uma expectativa de alegria, que prevaleceria, expectativa de brincadeira, mas, com o passar das horas, eles começam a entender que precisa de estratégia.” Se ele estivesse na disputa, ele diz, atacaria individualmente, à medida que percebesse a fragilidade dos concorrentes. Todos entenderam isso e jogaram o jogo.”

Malu Miranda, que chefia a área de conteúdo original brasileiro da Amazon, diz que uma das metas do projeto é mostrar a diversidade do humor no Brasil. “Além do gênero, da regionalidade de cada comediante, falamos sobre os tipos de humor: o nonsense, o físico, o de stand up. Para ter toda essa diversidade foi importante juntar todas essas pessoas, conseguir diversificar esse time de talentos.”

QUEM É QUEM

» Tom Cavalcante
Humorista, ator, apresentador, radialista e dublador cearense. Instagram: @tomcavalcante
» Clarice Falcão
Cantora, atriz, compositora, humorista, roteirista e diretora pernambucana. Foi uma das criadoras do canal Porta dos Fundos, em 2012. Instagram: @claricefalcao
» Flávia Reis
Atuou em “220 volts”, “Não tá fácil pra ninguém”, “Vai que cola” (Multishow) e fez parte do elenco fixo de “Zorra Total”. Instagram: @flaviagreis
» Bruna Louise
Youtuber, atriz e humorista paranaense. Criadora do canal Bruna Louise – Desbocada. Faz stand up. Instagram: @abrunalouise
» Estevam Nabote
Ator, comediante, youtuber e apresentador carioca. Integra o elenco de “Tô de Graça” e “O dono do lar” (Multishow) e o Porta dos Fundos (YouTube). Instagram: @estevamnabote
» Diogo Defante
Carioca. Mantém no YouTube um canal com seu nome. Iniciou a carreira em 2012 com o canal “Kaozada”. Instagram: @diogodefante
» Noemia Oliveira
Integra o elenco fixo do Porta dos Fundos desde 2019. Atriz, foi premiada no Festival de Brasília por seu papel no curta “Eu, minha mãe e Wallace”. Instagram: @nonoemia
» Igor Guimarães
É comediante de stand up desde 2009. @igorzismo
» Nany People
Atriz, repórter e humorista mineira trans. Atuou no humorístico “A praça é nossa” entre 2007 e 2009. Participou de “A Fazenda” e foi jurada do “Programa do Ratinho”. Instagram: @nanypeople
» Thiago Ventura
É um dos apresentadores do programa “A culpa é do Cabral”, do canal Comedy Center. Instagram: @othiagoventura
» Marlei Cevada
A paulistana interpreta Nina e Sangue em “A praça é nossa”, e Mileyde no “Domingo Legal”. Participou de outros programas do SBT, como “Chiquititas”, “Carinha de anjo” e “Máquina da Fama”. Instagram: @marleicevada
» Yuri Marçal
Comediante de stand up e youtuber. Instagram: @oyurimarcal

“LOL: SE RIR, JÁ ERA”

Reality de comédia, com seis episódios. Primeira parte disponível a partir desta sexta (3/12), na Amazon Prime Video. Segunda parte na próxima sexta (10/12)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade