Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Participação de Anitta no VMA dos EUA foi no intervalo comercial

Anunciada como uma das atrações da noite de premiação da MTV americana, a brasileira cantou numa propaganda de cadeia de fast food


14/09/2021 04:00 - atualizado 14/09/2021 07:27

Justin Bieber se apresentou no Barclays Center, em Nova York, e recebeu os prêmios de artista do ano e melhor vídeo pop por
Justin Bieber se apresentou no Barclays Center, em Nova York, e recebeu os prêmios de artista do ano e melhor vídeo pop por "Peaches" (foto: Bennett Raglin/Getty Images/AFP )
 
Anitta deu mais um passo na direção de internacionalizar sua carreira musical no último domingo (12/09). A cantora carioca de 28 anos compareceu como convidada do Video Music Awards 2021, o VMA, premiação da MTV estadunidense que elege os melhores videoclipes do ano anterior, realizada em Nova York.

Anunciada como uma das atrações musicais da noite, Anitta marcou presença no tapete vermelho da cerimônia usando um vestido exclusivo da designer sul-coreana Miss Sohee. Sua passagem não foi ignorada pela imprensa norte-americana. Ela posou para fotos e concedeu entrevistas. Em uma delas, fez um apelo, em inglês, para que os jovens americanos se vacinem contra a COVID-19.

Bastante esperada pelos fãs da cantora, a apresentação de Anitta ocorreu no intervalo comercial da transmissão nos Estados Unidos. Na verdade, a performance pré-gravada em estúdio da música "Girl from Rio" foi usada como ação de marketing de uma rede de fast food. Quem acompanhava a transmissão do VMA no Brasil não assistiu ao comercial, mas ele logo foi divulgado nas redes sociais da MTV Brasil. 


MÁSCARA OPCIONAL 

Após uma edição virtual realizada em 2020 com apresentações que mais se assemelhavam a videoclipes, o VMA 2021 pareceu celebrar a vida pós-pandemia – ainda que ela não tenha passado. A premiação ocorreu no Barclays Center e contou com público presente, aglomerado e de máscara. No palco e na plateia das celebridades, o item era opcional.

A responsável por abrir a cerimônia foi ninguém menos que Madonna, com uma espécie de auto-homenagem por sua conexão com a MTV americana, que em 2021 completa 40 anos no ar. "E eles disseram que não iríamos durar", ironizou a cantora.

Outra estrela longeva que marcou presença na cerimônia foi a cantora Cindy Lauper. No primeiro VMA da história, ela venceu a categoria de melhor videoclipe feminino com "Girls just wanna have fun". Na cerimônia de 2021, Lauper atualizou seu hit, ao dizer que as garotas não querem somente se divertir, mas também terem assegurados seus direitos fundamentais. "Queremos direito, salários igualitários e autonomia sobre nossos próprios corpos", ela afirmou.

Apesar da ponte com o passado que a MTV tentou estabelecer com a presença desses dois ícones da música pop, o VMA deste ano foi marcado por apresentações de nomes em ascensão e pela vitória dos novatos nas principais categorias da noite. 

Eleita artista revelação aos 18 anos, Olivia Rodrigo se disse
Eleita artista revelação aos 18 anos, Olivia Rodrigo se disse "muito agradecida por poder chamar a música de meu trabalho" (foto: Bennett Raglin/Getty Images/AFP )

RETORNO 

A primeira performance foi de Justin Bieber, que não se apresentava no VMA desde 2015. O cantor canadense apresentou as músicas "Stay" e "Ghost" e dividiu o palco com o rapper australiano The Kid Laroi.

Líder em indicações – sete no total –, Bieber levou para casa duas estatuetas: a de artista do ano e a de melhor clipe pop, por "Peaches", música em parceria com os cantores e compositores Daniel Caesar e Giveon.

A segunda atração do VMA 2021 foi a sensação teen Olivia Rodrigo. A jovem de 18 anos apresentou a música "Good 4 u", um dos hits de seu álbum de estreia, "Sour", lançado em maio passado. A performance contou com bastante pirotecnia e dançarinos usando máscaras. No final, Olivia quebrou intencionalmente a lente de uma das câmeras que a filmava.

Com cinco indicações, ela venceu em três categorias. Uma delas, antes mesmo de a cerimônia começar, a push performance do ano, por "Driver's license". A canção ainda foi eleita a música do ano, e Olivia levou para casa o troféu de artista revelação, tornando-se a quinta pessoa mais jovem a vencer o prêmio, desde que a categoria foi criada.

"Eu sou muito grata por poder fazer música e as coisas que eu amo e chamar isso de meu trabalho", disse ela em seu discurso de agradecimento.

A cantora Kacey Musgraves subiu ao palco para apresentar a música-título de seu recém-lançado álbum "Star-crossed". A dupla Twenty One Pilots apresentou a música "Saturday", do álbum "Scaled and icy" (2021), e o britânico Ed Sheeran tocou o seu mais recente single, "Shivers", do álbum "=", previsto para 29 de outubro.

O rapper Lil Nas X apresentou as músicas "Industry baby" e "Montero (Call me by your name)", ambos singles do álbum "Montero", que será lançado na próxima sexta-feira (17/09).

Ele venceu o prêmio mais importante da noite: vídeo do ano, com "Montero (Call me by your name)". Quando foi lançada, a produção despertou a ira de grupos religiosos por mostrar Lil Nas X, um homem gay e negro, dançando no colo do diabo. O clipe inclui cenas do artista descendo do céu ao inferno em um grande mastro de pole dance.

A produção também levou as categorias técnicas de melhor direção – assinada pelo rapper em parceria com Tanu Muino –, e melhores efeitos visuais. 

O rapper Lil Nas X levou o principal prêmio da noite, o de vídeo do ano, por
O rapper Lil Nas X levou o principal prêmio da noite, o de vídeo do ano, por "Montero (Call me by your name)" (foto: ANGELA WEISS/AFP )


CASAL 

Separadamente, o casal Camila Cabello e Shawn Mendes subiu ao palco para apresentar os singles "Don't go yet" e "Summer of love", respectivamente.

Já a anfitriã da noite, a rapper Doja Cat, apresentou as músicas "Been like this" e "You right". Conhecida por ter músicas bombando no TikTok, ela levou para casa o prêmio de melhor parceria, pela música "Kiss me more", com a cantora SZA.

A cantora Chloe apresentou o single de estreia de sua carreira solo, "Have mercy", enquanto Normani subiu ao palco da premiação para cantar "Wild side". O porto-riquenho Ozuna apresentou o single até então inédito "La funka".
 
HOMENAGEM 
A banda Foo Fighters foi a grande homenageada da noite e escolhida pela MTV para receber o troféu de ícone global. Liderado por Dave Grohl, o grupo apresentou um medley de sucessos com as músicas "Learn to fly", "Shame shame" e "Everlong".

No palco, a bateria de Taylor Hawkins prestou homenagem a Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones morto no último dia 24, aos 80 anos. Nela, estava escrito "Charlie R.I.P", que pode ser traduzido como "Charlie, descanse em paz".

Quando a cerimônia já estava se encaminhando para o final, Alicia Keys subiu ao palco ao lado do rapper norte-americano Swae Lee para apresentar as músicas "Lala" e "Empire state of mind". 

A brasileira Anitta desfilou no tapete vermelho e cantou numa ação de marketing de uma cadeia de fast-food, no intervalo comercial(foto: ANGELA WEISS/AFP )
A brasileira Anitta desfilou no tapete vermelho e cantou numa ação de marketing de uma cadeia de fast-food, no intervalo comercial (foto: ANGELA WEISS/AFP )

CELEBRIDADES 

O encerramento ficou por conta do cantor Machine Gun Kelly, que, acompanhado do baterista Travis Barker, apresentou a música "Papercuts".

Gun Kelly foi uma das celebridades mais comentadas da noite. No tapete vermelho, ele se desentendeu com o lutador Conor McGregor. Em imagens publicadas nas redes sociais, é possível identificar McGregor sendo contido por seguranças da tentativa de dar um soco no músico. Segundo o site TMZ, o lutador teria pedido para tirar uma foto com Machine Gun Kelly, mas o artista não aceitou, o que deu início à discussão.

À parte esse episódio, que não ocorreu durante a transmissão ao vivo da MTV, o VMA 2021 se mostrou uma das cerimônias mais lineares da história do prêmio. Não houve lavação de roupa suja, aparições inesperadas ou grandes inovações em termos de performance. Talvez seja possível dizer que, ao longo de 37 anos, muita coisa já foi testada no palco do prêmio.

Mas uma coisa é certa: as estrelas em ascensão sobre quem a MTV decidiu jogar luz nesta edição ainda precisam se mostrar mais relevantes. Caso contrário, daqui a 40 anos poucas delas serão convidadas para uma aparição especial.

QUEM LEVOU O TROFÉU

Confira a lista dos vencedores do VMA 2021
 
Ícone global 
» Foo Fighters
 
Clipe do ano
» Lil Nas X – "Montero (Call me by your name)"
 
Artista do ano
» Justin Bieber
 
Música do ano
» Olivia Rodrigo – "Driver's license"
 
Artista revelação
» Olivia Rodrigo
 
Melhor parceria
» Doja Cat ft. SZA – "Kiss me more"
 
Grupo do ano
» BTS
 
Música do verão
» BTS – "Butter"
 
Push performance do ano
» Olivia Rodrigo – "Driver's license"
 
Melhor clipe de pop
» Justin Bieber ft. Daniel Caesar & Giveon – "Peaches"
 
Melhor clipe de hip- hop
» Travis Scott ft. Young Thug e M.I.A. – "Franchise"
 
Melhor clipe de rock
» John Mayer – "Last train home"
 
Melhor clipe de música alternativa
» Machine Gun Kelly ft. Blackbear – "My ex's best friend"
 
Melhor clipe de música latina
» Billie Eilish & Rosalía – "Lo vas a olvidar"
 
Melhor clipe de R&B
» Silk Sonic (Bruno Mars & Anderson .Paak) – "Leave the door open"
 
Melhor clipe de K-POP
» BTS – "Butter"
 
Melhor clipe com mensagem
» Billie Eilish – "Your power"
 
Melhor direção
» Lil Nas X – "Montero (Call me by your name)"
 
Melhor fotografia
» Beyoncé, Blue Ivy, Saint Jhn & Wizkid – "Brown skin girl"
 
Melhor direção de arte
» Saweetie ft. Doja Cat – "Best friend"
 
Melhores efeitos visuais
» Lil Nas X – "Montero (Call me by your name)"
 
Melhor coreografia
» Harry Styles – "Treat people with kindness"
 
Melhor edição
» Silk Sonic (Bruno Mars & Anderson .Paak) – "Leave the door open"


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade