Publicidade

Estado de Minas AUDIOVISUAL

Série 'Os luminares' tem aventura, romance e mistério na Nova Zelândia

Eve Hewson, filha do cantor Bono, interpreta a jovem inglesa que tenta a sorte no Novo Mundo durante a corrida do ouro, no século 19


23/04/2021 04:00 - atualizado 23/04/2021 07:21

Em 'Os luminares' a jovem inglesa Anna Wetherell (Eve Hewson) enfrenta profunda reviravolta durante a corrida do ouro(foto: Reserva Imovision/divulgação)
Em 'Os luminares' a jovem inglesa Anna Wetherell (Eve Hewson) enfrenta profunda reviravolta durante a corrida do ouro (foto: Reserva Imovision/divulgação)
Nova Zelândia, 1866. No meio da noite, um tiro chama a atenção de dois homens a cavalo. Um corpo é descoberto e uma mulher surge na mesma cena. Com vestido rosa cheio de babados, ela se surpreende ao ver pedaços dourados saírem da roupa. Não dá para ter dúvida do que se trata, pois foi a partir de 1840 que a chamada Ilha do Sul viveu uma onda de imigração graças à corrida do ouro. 

Essa é a cena inicial de “Os luminares”, minissérie britânico-neozelandesa em seis episódios que estreou nesta semana na recém-lançada Reserva Imovision.

Braço do streaming da distribuidora Imovision e das salas Reserva Cultural, a plataforma começou a funcionar há dois dias com 250 filmes no catálogo. Traz uma seção dedicada a séries recentes e inéditas no Brasil.

Eva Green interpreta a ardilosa Lydia Wells(foto: Reserva Imovision/divulgação)
Eva Green interpreta a ardilosa Lydia Wells (foto: Reserva Imovision/divulgação)
PRÊMIO 

“Os luminares” (2020) é uma adaptação do romance homônimo de Eleanor Catton. O livrão de quase 900 páginas, lançado no país pela Biblioteca Azul/Globo Livros, fez de sua autora a mais jovem vencedora do Man Booker Prize. Ela ganhou o prêmio em 2013, quando tinha 28 anos. Eleanor também responde pela minissérie.

São duas mulheres as chamarizes da trama. Eve Hewson, que meio mundo ainda chama de “a filha do Bono Vox” (ela protagoniza o recente sucesso da Netflix “Por trás dos seus olhos”), é a moça de rosa na cena inicial da minissérie. Logo depois dessa sequência, a trama retrocede nove meses para acompanharmos a chegada dela ao Novo Mundo.

Anna Wetherell (Eve Hewson) é uma jovem britânica que, pela primeira vez na vida, entra em um barco para ir para a Nova Zelândia. A bordo, conhece Emery Staines (Himesh Patel), que, como ela, quer desbravar o território em busca de ouro.

A atração é imediata – os dois fazem aniversário no mesmo dia; ela arranca um botão do vestido e dá para ele. Combinam um jantar quando chegarem em terra firme, mas Anna não sabe ler e muitas adversidades impedem o encontro.

Sem dinheiro e sem lugar para ficar, Anna rapidamente cai nas garras de uma mulher suspeita, Lydia Wells (Eva Green), cujo amante é um mau-caráter em busca de ouro. A trama vai e vem no tempo, mostrando o que aconteceu com Anna e Emery pós-desembarque e o porquê de a jovem ter caído em desgraça.

No tempo presente, a prostituta Anna faz uso de ópio e é apontada como principal suspeita pela morte do homem que dá início à trama. Ainda que a base de “Os luminares” seja um drama de amor, a trama mistura várias questões. Escravidão, abuso, injustiça – é como um conto de faroeste. E ainda tem pegada astrológica – os homens que Anna encontra em seu caminho representam os 12 signos do zodíaco.

 “OS LUMINARES”
Minissérie em seis episódios. Disponível na plataforma Reserva Imovision. A assinatura mensal (com sete dias gratuitos de teste)
custa R$ 24,50; o plano anual, R$ 211,68 (valor promocional). Para alugar a série por 14 dias, o valor é R$ 24,50.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade