Publicidade

Estado de Minas UBERLÂNDIA

UFU faz 1ª cirurgia de troca da articulação temporomandibular pelo SUS

A paciente, de Presidente Olegário, faz tratamento contra um câncer e o tumor envolvia toda metade direita da mandíbula


22/10/2021 17:22 - atualizado 22/10/2021 17:32

Prótese da articulação temporomandibular
Prótese é confeccionada para cada paciente (foto: Divulgação/HO-UFU)
Uma equipe do Hospital Odontológico da Universidade Federal de Uberlândia (HO-UFU) fez a primeira substituição total da articulação temporomandibular realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A paciente que perdeu parte da mandíbula fazia tratamento contra um câncer.
 
A articulação temporomandibular é responsável pelo movimento de abrir e fechar a boca; é o encaixe da mandíbula com o resto dos ossos do crânio e uma das articulações mais complexas do corpo humano. 

A equipe médica usou a estrutura do Hospital de Clínicas da UFU. O procedimento foi necessário, segundo a universidade, devido ao tumor em mandíbula (ameloblastoma) de grande extensão no paciente, uma mulher de 27 anos de idade, residente no município mineiro de Presidente Olegário. O ameloblastoma envolvia toda metade direita da mandíbula dela. 

A cirurgia durou cerca de cinco horas e foi realizada pela equipe de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do HO-UFU, com participação do cirurgião bucomaxilofacial Luis Gustavo Jaime Paiva, de Goiânia (GO), no dia 19 deste mês.

A prótese total de da articulação temporomandibular, que foi customizada para o tratamento, foi doada pela empresa ArtFix.

“Esta prótese é confeccionada especificamente para cada paciente, o que gera altos custos para sua confecção, permitindo a correção do defeito gerado pela ressecção (retirada) do tumor, possibilitando assim a reabilitação da paciente”, disse a odontóloga integrante da equipe do HO, Larissa Gonçalves Cunha Rios.

A cirurgia ocorreu sem problemas e a paciente ficou em acompanhamento hospitalar por 48 horas. Nos próximas 40 ou 60 dias, ela terá acompanhamento ambulatorial a cada semana.

O procedimento foi viabilizado a partir de uma parceria do HO/UFU, com o HC-UFU/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), com a Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia e com a Superintendência Regional de Saúde de Minas Gerais.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade