Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Cidades mineiras recebem insumos do movimento 'Unidos pela vacina'

A fim de agilizar a imunização contra COVID-19, o projeto já doou insumos para diversas cidades mineiras, como Pirapora, Cássia, Juatuba, Uberaba, entre outras


11/05/2021 14:35 - atualizado 11/05/2021 14:38

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Em meio à pandemia de COVID-19 e com a vacinação em andamento, o movimento "Unidos pela Vacina" tem agido em solo mineiro a fim de agilizar a campanha de imunização. Nesse cenário, empresas consideradas madrinhas do projeto estão apoiando e doando insumos para algumas cidades de Minas Gerais. Entre elas, Pirapora, Cássia, Juatuba, Uberaba, Prata, Limeira do Oeste, Canápolis e Veríssimo já foram beneficiadas. 

Em pesquisa, realizada pelo próprio movimento, foi mapeado os gargalos – restrições no escoamento de demanda – que as 853 cidades mineiras têm para realizar com êxito o processo de vacinação. Atualmente, mais de 350 municípios já foram "adotados" por empresas integrantes do projeto, e a cada dia novos municípios devem ser ajudados. 

Em solo mineiro, o "Unidos pela Vacina" é liderado por Rafael Menin, CEO da MRV, e Patrícia Tiensoli, CEO da Total Logística e líder do Grupo Mulheres do Brasil em Minas Gerais. Luiza Helena Trajano, empresária, é a líder do Grupo Mulheres do Brasil e do movimento no Brasil.  

“Estamos extremamente felizes com os resultados que já estamos colhendo com o 'Unidos pela Vacina'. É muito gratificante acompanhar o grande envolvimento dessas empresas e de todos os outros integrantes do movimento”, destaca Patrícia Tiensoli, coordenadora do projeto. 

Com a ajuda do projeto, a prefeitura de Pirapora recebeu, recentemente, alguns insumos necessários para que a campanha de vacinação pudesse ocorrer da melhor forma possível da Minasligas, uma das instituições que apoiam a causa.

Além disso, a Autopark, que também integra o movimento, doou uma câmara fria para armazenamento de cerca de 120 litros de vacinas, além de outros insumos, para a cidade de Tiradentes, localizada na Região Central de Minas Gerais. 

Cássia, que fica a cerca de 394 quilômetros de Belo Horizonte, também foi amparada pelo movimento. A cidade mineira foi “adotada” pela Magazineluiza, empresa que doou à prefeitura da cidade uma câmara fria para vacinas, mesas, cadeiras, ventiladores, filtro de água, freezer para gelox e computadores para otimizar a campanha de vacinação no município.  
 

"Estamos extremamente felizes com os resultados que já estamos colhendo com o 'Unidos pela Vacina'."

Patrícia Tiensoli, CEO da Total Logística, líder do Grupo Mulheres do Brasil em Minas Gerais e coordenadora do movimento "Unidos pela Vacina"

 

E o movimento não parou por aí. Algumas empresas já apadrinharam outras cidades mineiras e estão em processo de entrega de insumos doados. A Brembo do Brasil doou à prefeitura de Juatuba cerca de 14 caixas térmicas.

Já a Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) disponibilizou para Uberaba 350 cestas básicas ao longo de quatro meses para pessoas em vulnerabilidade em razão da pandemia, além de uma câmara fria. 

A mesma empresa entregou, também, caixas coletoras, jalecos, lixeiras, bobinas e produtos de limpeza para as cidades de Prata, Limeira do Oeste, Canápolis e Veríssimo. Enquanto isso, a Lafaete Locações de Equipamentos ajudou Vespasiano, Ouro Branco e Ouro Preto com 10 freezeres, sendo dois para Vespasiano, três para Ouro Branco e cinco para Ouro Preto.

Por fim, Varginha inaugurou na última semana nove drive thrus para a vacinação com a ajuda da Telemont, que doou tendas para a cidade. Já a Cemig está atuando em todos os municípios da área de concessão da Cemig Distribuição, com ações gerais em 774 cidades, ações nas cidades com bases operacionais em 75 cidades e ações em cidades que serão apadrinhadas – 34.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade