Publicidade

Estado de Minas SAÚDE MENTAL

Apoio psicológico gratuito para quem não tem plano de saúde

SulAmérica lança ação social para apoiar familiares de internados e de vítimas fatais da COVID-19 e profissionais da linha de frente do combate à pandemia


07/04/2021 15:00 - atualizado 08/04/2021 09:19

Para se cuidar, é preciso se preocupar com um olhar sobre a saúde de forma integral em três frentes: física, emocional e financeira (foto: SulAmérica/Divulgação)
Para se cuidar, é preciso se preocupar com um olhar sobre a saúde de forma integral em três frentes: física, emocional e financeira (foto: SulAmérica/Divulgação)


No Dia Mundial da Saúde, hoje, 7 de abril, a SulAmérica lança uma ação social focada em apoiar familiares de internados e de vítimas fatais da COVID-19 e profissionais da linha de frente do combate à pandemia. A partir do próximo dia 12, esses grupos poderão agendar atendimento psicológico gratuitamente.

A expectativa é atender 35 mil pessoas que não têm plano de saúde, por meio de uma parceria com a Psicologia Viva. Todos os atendimentos serão feitos de forma virtual, com agendamento prévio, e estarão disponíveis em todo o Brasil até o dia 11 de maio. Cada pessoa poderá participar de até três sessões, que serão definidas pelo psicólogo.

Raquel Imbassahy, médica e superintendente de Serviços Médicos da SulAmérica, alerta que "os problemas com a saúde emocional têm aumentado exponencialmente por causa da pandemia. Temos visto o quanto as pessoas precisam de auxílio psicológico e, por isso, estamos lançando esta ação social com nosso parceiro Psicologia Viva para familiares de internados e vítimas da COVID-19 e profissionais da linha de frente do combate à pandemia".

A médica destaca que apenas entre os beneficiários da SulAmérica atendidos pelo Psicólogo na Tela, saltou de 500 atendimentos de setembro a dezembro de 2019 para 50 mil no mesmo período em 2020.

No ano de 2020, foram quase 90 mil atendimentos, dos quais 53% eram casos de ansiedade, seguido por depressão (15,5) e estresse (8%). "A saúde mental do brasileiro segue muito abalada e é nosso papel oferecer auxílio neste momento de emergência e crise da saúde."
 

Atenção com as mulheres e os idosos


O perfil mais atendido em 2020 foi o de mulheres na faixa etária de 26 a 46 anos(foto: Anthony Tran/Unsplash)
O perfil mais atendido em 2020 foi o de mulheres na faixa etária de 26 a 46 anos (foto: Anthony Tran/Unsplash)

 
Raquel Imbassahy destaca que, de acordo com o raio-x dos atendimentos presenciais e remotos do programa Única Mente, um programa focado em saúde emocional da SulAmérica, o perfil mais atendido em 2020 foi o de mulheres na faixa etária de 26 a 46 anos (+ de 70%) com ansiedade e depressão em suas mais diversas apresentações.

A médica enfatiza que, durante a pandemia, também houve atenção especial aos idosos monitorados pelos programas do Saúde Ativa da SulAmérica, fazendo indicação e acolhimento emocional pelo programa Única Mente. "Buscamos ativamente 98 mil idosos para rastreamento de risco de saúde mental, 9% apresentaram risco e foram direcionados ao acolhimento do Única Mente."

Luta contra o preconceito 


Raquel Imbassahy alerta que buscar ajuda precocemente é a maior recomendação para quem esteja com a saúde emocional impactada, seja qual for o motivo.

"Cerca de 80% dos acompanhados pelo programa Única Mente, por exemplo, referiram melhora do quadro depois que buscaram ajuda e iniciaram o tratamento. Por isso é importante não apenas o diagnóstico, mas também o tratamento precoce, pois as chances de eficácia da terapêutica crescem consideravelmente quando as patologias estão em estágio inicial."

 
Saúde integral 


Conforme Raquel Imbassahy, ao propor esta ação, a SulAmérica acredita que temos saúde quando olhamos para o ser humano por completo, em todos os aspectos da sua vida. "A isso chamamos de Saúde Integral, na qual encaramos as três frentes de saúde (física, emocional e financeira) como indissociáveis e, quando equilibradas, permitem uma vida melhor, no presente e no futuro."

Cerca de 80% dos acompanhados pelo programa Única Mente referiram melhora do quadro depois que buscaram ajuda e iniciaram o tratamento. Por isso é importante não apenas o diagnóstico, mas também o tratamento precoce

Raquel Imbassahy, médica e superintendente de Serviços Médicos da SulAmérica

Este movimento, a médica chama a atenção, em parceria com o Psicologia Ativa, "é uma ação social emergencial voltada para apoiar familiares de internados e vítimas da COVID-19 e profissionais da linha de frente do combate à pandemia. Não podemos deixar de pensar na população em geral, especialmente quem não tem um plano de saúde ou acesso a este tipo de serviço e precisa de apoio emocional neste momento tão difícil pelo qual o país (e o mundo) está passando. Nossa expectativa é atender cerca de 35 mil pessoas de todo o Brasil até o fim da ação, no dia 11 de maio."


Ações durante a pandemia


Os problemas com a saúde emocional têm aumentado exponencialmente por causa da pandemia(foto: Sydney Sims/Unsplash)
Os problemas com a saúde emocional têm aumentado exponencialmente por causa da pandemia (foto: Sydney Sims/Unsplash)


Esta ação vem se somar a todas as outras que a SulAmérica fez desde o início da pandemia, que contribuíram para reforma de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), construção de hospitais de campanha, pesquisas da Fiocruz e, mais recentemente, instalação de usinas para produção de oxigênio hospitalar.

Para mais informações, acesse: http://www.sulamerica.com.br . 
  

Serviço 

 
  1. Evento: atendimento gratuito psicólogo na Tela SulAmérica
  2. Parceiro: Psicologia Viva
  3. Data: de 12 de abril a 11 de maio
  4. Público-alvo: pessoas sem plano de saúde que sejam familiares de internados e de vítimas fatais da COVID-19 e profissionais da linha de frente do combate à pandemia
  5. Informações:  https://sulamericasaudeintegral.com.br/ 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade