Publicidade

Estado de Minas COMPORTAMENTO

Sorrir: a melhor escolha para a saúde mental, física e espiritual

Alegria que contagia. O sorriso é uma resposta consciente e poderosa para viver melhor, tem poder curativo, além de atrair e seduzir tudo ao seu redor


17/01/2021 04:00 - atualizado 16/01/2021 23:30

Sorrir leva ao estado de graça e está disponível para todos obterem benefícios, sem contraindicações(foto: Jasmaine Cook/Pixabay)
Sorrir leva ao estado de graça e está disponível para todos obterem benefícios, sem contraindicações (foto: Jasmaine Cook/Pixabay)


“Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso”, sabedoria de Martin Luther King que deve ser acolhida por todos ao longo de 2021, ano que começa dando a cada um a oportunidade de renovar a esperança, a fé, os sonhos e resgatar o sorriso, que para muitos foi em menor dose em 2020. Os desafios vão se apresentar, a pandemia permanece presente, mas nada como um sorriso, riso ou gargalhada para enfrentar o que vier pela frente.

O filósofo e sociólogo alemão Helmuth Plessner deu ao sorriso uma posição especial ao pensar sobre as expressões faciais do ser humano. Além de apontar a “diversidade de tons afetivos”, ele foi definitivo ao dizer que o sorriso é a “expressão facial do espírito”. Confiante de que o sorriso contagia, o Bem Viver faz um convite e propõe aos leitores aceitar o compromisso de sorrir mais em 2021. Interpretado como uma manifestação universal de alegria entre os seres humanos, sorrir é curativo. Sorria para si, para o mundo, de você, consigo e com o outro. Sorrir é de graça, leva ao estado de graça e está disponível para todos se esbaldarem dos benefícios, sem contraindicações. Comece agora, em janeiro.

Isabela Capelão, terapeuta ericksoniana, palestrante e treinadora de desenvolvimento humano, análise comportamental e especialista em gestão do estresse e ioga do riso, afirma que começar o ano com um sorriso é uma boa escolha. “Sim, é uma escolha sorrir, rir, superar as adversidades com otimismo. Por mais desconfortável e dolorosa que seja uma situação, podemos escolher como lidar com ela alterando o estado emocional e, possivelmente, desenrolar a situação de forma mais positiva.”

Com o otimismo, a pessoa é capaz de enxergar os desafios tendo em mente a capacidade de superá-los, e consegue manter o controle da vida, pois entende que os imprevistos ocorrem a todo mo- mento. “Martin Seligman, pai da psicologia positiva, fez várias pesquisas e constatou que a felicidade pode ser cultivada e o otimismo, aprendido. Então, acabaram-se as desculpas e a síndrome de Gabriela ('eu nasci assim, eu cresci assim...'), diz.

Isabela Capelão conta que, de acordo com o médico psicanalista e autor gaúcho Abrão Slavutzky, o humor é uma forma de gerar prazer onde existe dor, de enfrentar o desamparo. “Nesse mundo estressante e competitivo, estamos condicionados a nos comportar de maneira mais rígida e séria, deixando de lado a gentileza, os sorrisos, as risadas e o bom humor, como se isso fosse irrelevante. Porém, tais atitudes impactam diretamente os relacionamentos pessoais e o trabalho, o bem-estar e o nível de felicidade do indivíduo, o clima organizacional, a criatividade e os resultados positivos das pessoas e empresas.”

Isabela Capelão, terapeuta ericksoniana, diz que nesse mundo estressante e competitivo, estamos condicionados a nos comportar de maneira mais séria, deixando de lado os sorrisos, as risadas e o bom humor(foto: Arquivo Pessoal)
Isabela Capelão, terapeuta ericksoniana, diz que nesse mundo estressante e competitivo, estamos condicionados a nos comportar de maneira mais séria, deixando de lado os sorrisos, as risadas e o bom humor (foto: Arquivo Pessoal)


Para Isabela Capelão, o sorriso é uma demonstração de afeto e de empatia e tem o poder de provocar sorrisos nas outras pessoas. “Sorrimos quando vemos alguém sorrir ou rir porque os 'neurônios-espelho' são ativados no cérebro, isto é, são neurônios especiais que disparam um estímulo e refletem ou imitam as ações que estamos observando. Estão relacionados a comportamentos empáticos. Melhor ainda saber que, mesmo de máscara, é possível sorrir tanto com os olhos quanto com diversas máscaras de proteção divertidas que circulam por aí, contribuindo com a cultura do sorriso”, diz.

Conforme Isabela Capelão, Slavutzky ressalta que o humor é coisa séria, a quinta essência da sabedoria. “Complemento com Viktor Frankl, neuropsiquiatra austríaco que sobreviveu aos horrores dos campos de concentração, que escreveu: 'O humor foi uma arma na luta pela autopreservação'.

Inúmeros estudos mostram a importância desses recursos na saúde física e mental. Eles são recursos terapêuticos importantes para a felicidade, qualidade de vida e longevidade. Além disso, influenciam as pessoas e o meio social. Estimulam o sistema imunológico, aumentam a disposição, diminuem as dores e protegem contra os efeitos negativos do estresse. “A habilidade de rir, a coragem de sorrir, a tendência ao otimismo e a capacidade de irradiar o bom humor precisam fazer parte da vida das pessoas”, afirma.

Isabela Capelão destaca que pesquisas já comprovaram que pessoas otimistas vivem em média oito anos a mais que as pessimistas, têm relacionamentos duradouros, mais sucesso no trabalho e mais ganhos financeiros. “O psicólogo britânico Robert Holden salienta em seu livro Rir ainda é o melhor remédio que os benefícios do bom humor e do riso são reconhecidos desde a antiguidade. É um fenômeno universal que ultrapassa culturas, idade e grupos étnicos.”
 

ATENUA A DOR 


Quer saber como sorrir, rir mais e ter mais bom humor e otimismo? Isabela Capelão indica o caminho. Aplique a técnica da caneta ou do lápis (adultos): coloque uma caneta ou um lápis na horizontal na boca e feche levemente os dentes prendendo a caneta. Pronto. Já está sorrindo, então mantenha por um tempo e faça o exercício todos os dias. Conheça as práticas de risoterapia ou ioga do riso e aprenda a dar risadas, mesmo sem motivo, por meio de exercícios do riso, movimentos corporais, respiração consciente e a meditação do riso.

Sorrir é uma escolha. Superar as adversidades com otimismo. Por mais desconfortável e dolorosa que seja uma situação, podemos escolher como lidar com ela alterando o estado emocional e, possivelmente, desenrolar a situação de forma mais positiva

Isabela Capelão, terapeuta ericksoniana

Comece praticando risadas com imitações e simulações durante cinco minutos diariamente. Lembre-se de que o cérebro não diferencia imaginação da realidade. Então, o ato de sorrir envia uma mensagem para o cérebro de que se você está sorrindo quer dizer que está tudo bem e você se sente feliz. “Convido você a iniciar o dia sorrindo e cumprimentar todas as pessoas que cruzarem o seu caminho ou apenas dar um sorriso. Faça isso durante todo o dia e veja o resultado no final.”

Para Isabela Capelão é fundamental que cada um decida pelo riso já, neste início de 2021, mudando a forma de ver os acontecimentos, os problemas ou dificuldades e de interpretá-los. E se pergunte: qual seria a atitude de uma pessoa otimista?. “Uma dica: deixe um pouco de lado o adulto sério e crítico e busque resgatar a criança divertida e brincalhona que existe dentro de todos. E sorria e ria sem moderação.” E para quem pensa que sorrir e rir num momento como este, de pandemia e tantas perdas, é tarefa impossível, ela propõe: “Inspire-se na frase de Charles Chaplin: 'É saudável rir das coisas mais sinistras da vida. O riso é um tônico, um alívio, uma pausa que permite atenuar a dor'”.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade