Publicidade

Estado de Minas GESTAÇÃO

Barriga solidária: um ato de amor

Com 3,6 quilos e 49 cm, bebê gerado na barriga da tia para realizar o sonho da irmã que não podia ter filhos tem alta em dia de pura emoção


20/02/2021 14:00 - atualizado 20/02/2021 16:32

A tia Anaterra, a ginecologista Mariza e a mãe Solana com Dante no colo na hora da alta médica(foto: Arquivo Pessoal)
A tia Anaterra, a ginecologista Mariza e a mãe Solana com Dante no colo na hora da alta médica (foto: Arquivo Pessoal)
Alguns devem se lembrar da novela global “Barriga de Aluguel”, entre os anos 1990 e 1991, que chamou a atenção para o drama de uma mulher que não podia ter filhos e realizou o sonho da gravidez por meio de um útero de substituição. No folhetim, o casal contratou outra mulher para carregar o tão desejado filho.

Na vida real, esta ato de amor só é possível se a gestação for de um parente, conforme resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) no qual a paciente que será barriga solidária deve pertencer à família de um dos parceiros, em parentesco consanguíneo até o quarto grau (mãe, filha, avó, irmã, tia, sobrinha ou prima). O procedimento é ético desde que não haja transação comercial ou lucrativa. Esta doação aconteceu entre as irmãs Solana Guimarães Henrique do Amaral Ferreira e Anaterra Guimarães.

Depois que Solana passou por nove fertilizações in vitro e perdeu todas as seis gestações, inclusive uma de gêmeos, Anaterra se ofereceu para gerar o bebê tão desejado pela irmã e o marido, Daniel Flávio Mendes Ferreira. Após algumas recusas, enfim Solana aceitou o ato da irmã e neste sábado (20/02), ela e Daniel deixaram a Maternidade Otaviano Neves com Dante nos braços, um bebê de 3,6 quilos e medindo 49 centímetros. Anaterra, que já tem uma filha de 6 anos, a Cecília, disse que se sente realizada por ter  concretizado o sonho da irmã.

O casal de médicos ginecologistas e obstetras, Mariza Chagas Sales e Walter Tavares Sales, fez o parto de Dante. Com 38 e 40 anos de profissão respectivamente, foi a primeira vez que os doutores fizeram um parto de uma barriga solidária. Procedimento que ocorreu pela fertilização in vitro no qual o óvulo de Solana e o espermatozoide de Daniel deram origem ao óvulo que foi implantado no ventre de Anaterra. “Foi lindo. Um ato de amor. Uma experiência inovadora dentro de todos os critérios estabelecidos pelo CFM e tudo seguiu os passos da evolução da ciência. A Anaterra teve um pré-natal com muita tranquilidade e se comportou como tia o tempo todo”, destaca a médica.

O momento mágico do parto: a chegada de Dante(foto: Arquivo Pessoal)
O momento mágico do parto: a chegada de Dante (foto: Arquivo Pessoal)
Mariza Chagas Sales revela que a mãe biológica, Solana, também esteve presente em todo o pré-natal: “A mãe participou de tudo. Ouviu o coração do neném, conversou com ele e passou todo o seu carinho, foram momentos de muita emoção”.

A médica enfatiza o lado humano, doador e também de sacrífico da irmã, Anaterra. Principalmente neste momento, no qual o mundo vive uma pandemia de COVID-19, o que aumentaria os riscos. Mas todos os cuidados foram tomados e tudo correu bem: “Um pré-natal não é fácil, foi mesmo uma doação. E ela não teve nenhuma intercorrência. Um apoio muito bonito, de toda a família”.
 
CORDÃO UMBILICAL E AMAMENTAÇÃO

A sexta-feira, no momento da alta, foi outro dia de muita emoção conforme a ginecologista. “A cena da mãe saindo com o neném no colo e a tia e o marido tranquilos, foi espetacular”.

A ginecologista conta que a mãe assistiu ao parto e foi quem 'cortou o cordão umbilical e já amamentou seu filho dentro da sala de parto. Com medicamento, nós preparamos seus seios para que pudesse amamentar (indução da prolactina, hormônio secretado pela adenoipófise e tem como principal função estimular a produção de leite pelas glândulas mamárias e o aumento das mamas). A Solana tem muito leite, a pediatra já falou que nem vai precisar de complemento. E o Dante sugou muito'.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade