Publicidade

Estado de Minas GRUPO DE RISCO

Tem 60 anos ou mais? Conheça 5 motivos para não ficar parado nessa quarentena

Execução de atividades físicas depois dos 60 anos é de extrema importância


01/09/2020 14:51 - atualizado 08/09/2020 14:32

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que a população de pessoas acima dos 60 anos dobre de tamanho até 2042(foto: PixaBay/Reprodução)
De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que a população de pessoas acima dos 60 anos dobre de tamanho até 2042 (foto: PixaBay/Reprodução)
A execução de tarefas físicas depois dos 60 anos é de extrema importância por prevenir e ajudar no combate de várias doenças. Apesar disso, em meio à pandemia do novo coronavírus e ao isolamento social, a prática de atividades entre os idosos, grupo de risco da doença, tem sido colocada em segundo plano. 


De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que a população de pessoas acima dos 60 anos dobre de tamanho até 2042. O IBGE prevê que, até  2031, o número de idosos supere o número de crianças de 0 a 14 anos pela primeira vez. 


Por isso, a CEBRAC (Centro Brasileiro de Cursos), que realiza um curso de cuidador de idosos, fez uma lista com 5 motivos para mexer o corpo nessa quarentena.

  1. Fortalecer músculos

    Segundo uma pesquisa da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília (UnB), pelo menos 30% dos idosos têm uma queda ao ano e, 20% das mortes são em decorrentes ou agravadas por quedas e/ou fraturas. Fazer exercícios, melhora a força muscular, diminuindo o risco de quedas.

  2. Combater doenças que são comuns na velhice

    A prática exercícios acima dos 60 anos, ajuda no combate de doenças como hipertensão, derrame, varizes, obesidade, diabetes, osteoporose, câncer, ansiedade, depressão, problemas no coração e pulmões. Também reduz o uso de remédios porque melhora a sensação de bem-estar, reduzindo as dores.

  3. Fortalecer o sistema imunológico

    Ao envelhecer diversas células param de se regenerar. A produção de células sanguíneas, de defesa e a absorção da vitamina D fazem com que o nosso sistema imunológico precise ser muito forte para que não sejamos acometidos por doenças. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mais de 80% das mortes de pneumonia são em idosos, e mesmo que o Brasil tenha um calendário de vacinação gratuita para a gripe, ela ainda causa mais de mil mortes anualmente. 

  4. Evitar a depressão

    Diante das rotinas cada vez mais agitadas e o aumento da expectativa de vida, os idosos têm ficado cada vez mais só, alguns psicólogos e psiquiatras relatam o aumento da depressão e da ansiedade em idosos, o que muitas vezes pode até ser diagnosticado como um princípio de alguma doença degenerativa. Praticar atividades físicas, propaga o contato com as demais pessoas, sendo da mesma idade ou não, diminuindo o isolamento social e a melancolia por estar só.

  5. Busar a felicidade

    Há vários estudos que comprovam que a prática de exercícios físicos libera neurotransmissores da felicidade, bem-estar e prazer aumentando assim a autoestima, a confiança e a aceitação da imagem que o idoso possui de si mesmo, trazendo bem-estar geral. Em decorrência da prática de esportes as melhorias são visíveis, e perpetuam por mais tempo a independência e o bem-viver das pessoas com mais de 60 anos.

COVID-19

Durante a pandemia, todos devem estar mais atentos aos cuidados do dia a dia. Apesar disso, algumas pessoas apresentam condições mais favoráveis de agravamento da doença. 

O grupo de maior risco é composto por idosos (60 anos ou mais), mulheres grávidas e puérperas e pessoas com doenças pré-existentes, como: asma, diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e com histórico de AVC ou câncer.

Por isso, a execusão de exercícios físicos é de extrema importância. Além de ajudar na saúde mental dos pacientes, a prática de atividades diárias previne a doença. 

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade