Publicidade

Estado de Minas CONTA-GOTAS

Cartilha traz orientações básicas de prevenção


postado em 03/05/2020 04:00




(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

A Mauricio de Sousa Produções preparou, com apoio do Centro de Pesquisa em Alimentos da USP (FoRC), a cartilha Como cuidar dos alimentos em tempos de coronavírus, que traz, na capa, a maior fã de comida que o Bairro do Limoeiro conhece: a Magali. Além das orientações básicas de prevenção, é ensinado como higienizar cada tipo de alimento, com os produtos indicados para cada situação. Você sabia, por exemplo, que o vinagre para fins culinários não tem efeito sanitizante? Pois é, o material mostra que somente os produtos comerciais à base de cloro são eficientes para eliminar a contaminação por micróbios, vírus e bactérias. Além disso, traz dicas dos cuidados com compras de mantimentos e alimentos em pontos de venda com entrega em domicílio. Orientado pelo FoRC, o material será divulgado nas plataformas da Turma da Mônica.
 




Fique atento ao sono e à alimentação

(foto: Letra Comunicação e Marketing/Divulgação)
(foto: Letra Comunicação e Marketing/Divulgação)
O isolamento social imposto pelo novo coronavírus mudou a rotina da população. Com isso, a ansiedade, preocupação e o medo se tornaram gatilho para que muitas pessoas comam mais e durmam menos que o necessário. O sono é fundamental para o bom funcionamento do organismo e está associado ao armazenamento das memórias, à liberação de hormônios e à economia de energia. A neurologista da Santa Casa BH Cintia Hatasa explica que a falta de sono se torna um problema quando a pessoa passa a não se sentir descansada pela manhã, impactando a sua rotina diária: “Neste momento de pandemia e isolamento social, muita gente fica ansiosa e acaba não dormindo bem. É imprescindível manter a qualidade do sono. Para isso, vale a pena fazer exercícios em casa de forma regular e procurar alternativas para relaxamento, como música, meditação, artes, culinária ou qualquer outra atividade que traga bem-estar”. A alimentação é outro hábito que tem sofrido muito impacto. Para a nutricionista da Santa Casa BH Luana Moreira Fonseca, a sugestão é aproveitar este momento para cozinhar e abusar dos alimentos in natura (frutas, legumes, verduras, arroz, feijão, carne, leite e ovos).
 

 
 
 
 

Cápsula de cafeína “antigastrite”

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

O café é uma paixão nacional. Além do sabor encorpado, que agrada a boa parte da população, é um grande aliado para obter o foco e a energia necessários para as atividades do dia a dia, justamente por conter cafeína. Porém, para algumas pessoas, seja por não gostar do sabor ou por ter alguma restrição alimentar, torna-se difícil conseguir suplementar essa substância essencial em alguns momentos da vida. Pensando nisso, o médico e empresário Marcelo Rodrigues buscou a solução para quem tem alguma restrição à ingestão de café ou outro estimulante. O suplemento NAPalm foi criado para que qualquer pessoa consiga ingerir a cafeína, sem prejudicar a sua saúde. “Um dos principais problemas é a irritabilidade causada pela cafeína em quem sofre com gastrite ou refluxo. Por isso, um dos meus objetivos foi pensar na solução para esse problema, do qual também sofro”, conta. A grande vantagem do NAPalm é a qualidade de sua cápsula, que libera o seu conteúdo somente no intestino e não irrita o estômago. Após a ingestão, a cápsula faz efeito no organismo com uma liberação programada. Outra questão curiosa é que NAPalm gera saciedade, zerando a fome por quatro a seis horas.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade