Publicidade

Estado de Minas TRENDS TALKS

Os 4 tipos de consumidor digital em 2022

Entender seu público é fundamental para criar um relacionamento rentável e duradouro. Para ambas as partes


04/03/2022 08:39

os compradores digitais
(foto: mohamed hassan/pxhere)


Com tanta velocidade nas relações digitais, aparecimento de novas tecnologias, empoderamento dos consumidores e tudo mais que ocorre no mundo da transformação digital, os perfis de consumidores também vão acompanhando esses processos.

E hoje trago aqui 4 retratos que são utilizados nas definições de personas, que são perfis de público mais detalhados, para empresas varejistas, principalmente aquelas que já operam no digital. São aspectos comportamentais que devem ser agregados a outros para se ampliar as chances de venda e construção de relacionamentos duradouros entre empresas/marcas e seus clientes.

O primeiro é o “sonhador”, aquele que está sempre navegando, é bem informado e está sempre procurando algo (tem suas listas de favoritos nos marketplaces). Esse público é o melhor para ser alcançado por ofertas de oportunidade, que ativam a compra por impulso, remarketing e abordagens emocionais.

Depois temos o “essencialista”, que gosta de pesquisar, aprecia um valor justo, critica coisas caras e valoriza muito seu dinheiro. Não chega a ser pão duro mas não gasta à toa. A abordagem com ele deve focar nos aspectos essenciais do produto ou serviço e oferecer bons descontos e promoções para pagamento à vista ou por volume.

Depois entra em cena o “rabugento”, com uma agenda atribulada e que encara compras como obrigação, rotina. Ele busca produtos e serviços bons e confiáveis, é mais organizado e não gosta de correr riscos. Valoriza demais as facilidades no processo de compra, troca e entrega (foco nos canais de relacionamento eficientes, logística otimizada e processos de confiança).

Por fim temos o “caçador”, que busca algo que poucos vão encontrar, o melhor, independentemente do preço. Pesquisa bastante, mas sempre em busca de novidades e experiências. Consequentemente, o preço é secundário e o status e a exclusividade preponderam.

Leia mais textos do TrendsTalks sobre transformação digital, inovação e negócios no site e no Instagram.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade