Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas NEGÓCIOS

Ideias para novos negócios e caminhos certos para serem seguidos

Na criação de uma nova empresa, vários fatores devem ser observados para evitar erros comuns. Este momento inicial é determinante


31/10/2021 06:00 - atualizado 28/10/2021 14:08

Uma lâmpada acesa e soltando fumaça
Opiniões e comentários, podem ajudar a desenvolver ideias interessantes e até mesmo aplicáveis (foto: Pixabay/Reprodução )

Criar uma empresa por menor que seja, não é uma tarefa tão fácil como muitos acham, ou sonham que é. Mais do que ter uma boa ideia, ou um valor para iniciar um novo negócio, várias outras providências devem ser tomadas, com o devido cuidado. Cada detalhe precisa ser analisado e o projeto somente deve ir para frente se diversas respostas forem dadas. O mercado precisa ser estudado para que se atinjam os objetivos pretendidos.


É importante lembrar que os próprios objetivos podem ser alterados de acordo com a realidade observada no mercado que se pretende atuar. É possível explicar isto.

Para começar esta tarefa, de criar uma empresa, deve-se tomar um conjunto bem trabalhoso de providências, mas, que se justificam, pelos resultados positivos que podem gerar para o empreendedor. 

É preciso, desenvolver algumas ideias, mas, para sonhar com resultados marcantes,  é preciso saber identificar demandas preferencialmente não atendidas. O ideal é começar por um caminho mais fácil. É recomendável o empreendedor evitar  a busca de fatias de mercado já dominadas, se ele pode identificar segmentos, ainda, com espaço de domínio. 

Sempre existirão novas oportunidades. Sempre haverão mercados a serem desenvolvidos, em que os potenciais clientes não são bem atendidos pelas empresas já existentes. Isto pode ser identificado geograficamente, em regiões nas quais a distribuição não seja adequada, seja falha e em muitos casos, nem é atendida. Oriento sempre que se busquem pessoas carentes de um atendimento de alto padrão.
  
Muitas empresas que hoje são gigantes do mercado mundial, começaram literalmente em espaços de garagem, com produtos desconhecidos e formatos de atendimento que antes de inovadores, eram considerados estranhos. Exemplos disso, são  empresas como a Apple, Facebook, Netflix e outras. Muito mais casos poderiam ser citados, pois, isto faz parte de uma realidade de várias organizações.

Algumas posturas devem ser adotadas pelos iniciantes  no mundo empresarial. É preciso ser paciente, pois, com raríssimas exceções as empresas dão retorno em curto prazo. Sejam quais forem as estratégias, táticas e operações aplicadas, há a necessidade de um tempo para amadurecimento do negócio. 

Os clientes vão chegar devagar, conhecendo o novo negócio, fazendo compras sem muito envolvimento emocional, entrando, envolvendo-se, seja nas lojas físicas, seja nos meios de vendas digitais. Muitos empresários não sabem esperar de forma equilibrada esta fase, e em muitos casos, desistem antes da hora. 

Um trabalho de identificação de novos mercados é fundamental, mas, exige ainda a decisão por segmentos que estejam em ascensão, tomando-se cuidado para não ser seduzido por mercados que estejam em fase de decadência, o que muitas vezes, não se percebe claramente. O livro A Estratégia Do Oceano Azul, dos autores Chan Kim e Mauborgne, explora muito claramente esta questão.

A segmentação do mercado é uma função basilar quando se trata da criação de uma empresa. Outra possibilidade é procurar nichos de mercado que sejam de grande potencial de negócio. 

Normalmente, ao se iniciar um processo de concepção de uma organização, é importante ouvir outras pessoas, fazer alguns encontros para receber ajuda. Não necessariamente precisa ser com especialistas. Mas, opiniões e comentários, podem ajudar a desenvolver ideias interessantes e até mesmo aplicáveis.

Outro aspecto importante nesta fase de desenvolvimento inicial é o que nós chamamos de viabilidade escalável. Isto significa que a empresa precisa ser viável, capaz de nutrir os seus resultados de forma equilibrada, com capacidade de flexibilidade, não deixar que haja um peso grande em termos de investimento, o que poderia inviabilizá-la em curto prazo. 

Gosto de lembrar sempre que os sonhos têm que ter um limite, particularmente para novas empresas. Também é um fator imprescindível a busca constante de otimização de custos. Será preciso  unir produtos inovadores com uma estratégia de produção e vendas otimizadas. 

Nesta fase de introdução, o chamado plano de negócios é decisivo. É ele que dá uma direção formalizada do objetivo da empresa, da visão que a empresa quer desenvolver do mercado, a missão que se quer cumprir, doravante, e que valores a empresa quer ter como base de atuação. Toda organização precisa construir valor. 

Estes são os principais passos que devem ser dados quando se deseja criar uma empresa. Outras providências são necessárias, porém, é preciso fazer um equilíbrio entre o pensar, estudar e planejar e a necessidade de manter o timing, ou seja, fazer da melhor maneira possível, porém, sem atrasar demais e permitir que outros criem seus negócios mais rapidamente e ocupem os espaços desejados. Este é o grande desafio que todos têm que enfrentar.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade